In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2016

Juiz é figura do ano no Brasil

  • PDF

veja2015-12-30 capaA revista Veja, uma das principais do Brasil, destaca um Juiz como figura do ano de 2015.
Para o Autor do blogue Porta da Loja, «o exemplo vem dos juízes e como tal é reconhecido. E por cá? Por outro lado, para escrever sobre o juiz, cujo trabalho merece encómios, os jornalistas da Veja foram ver...o seu trabalho. Leram centenas de sentenças ( em média com uma dúzia de páginas) e relataram métodos, decisões e citações. O essencial, portanto e anos-luz do jornalismo de cá, ocupado no fait-divers e no acessório».
Aceda à ligação infra para leitura da digitalização do artigo.
pdfVeja 2015-12-30, pp48-56

 

veja2015-12-30 extracto
 

Comentários (2)


Exibir/Esconder comentários
...
Não conheço profundamente a realidade do Brasil, mas nesse país o Judiciário é um PODER.
Por cá, quando falam em tribunais como órgãos de soberania até ficam todos arrepiados: a justiça é sempre para bater, nunca está bem, nunca estará bem. A única que está bem é a dos servidouros do capitalismo corrupto, dos tachos para os amigos e do dinheiro fácil (sim, estou a falar do tribunal de contas e dos tribunais arbitrais e afins).
Por estas paragens muitos jornalistas não sabem distinguir entre juízes e ministério público, nada aprofundam e só estão à espera que lhes caiam textos de 2 a três parágrafos.
Mas a culpa também é dos juízes também não se assumem como poder (diversamente do que faz a PGR). E os que aparecem e tudo fazem por aparecer é para satisfazer o seu egocentrismo. Não sou apologista de juízes amorfos e sempre silenciosos (embora é isso que o CSM e o poder político deles espera: que trabalhem como escravos, calem-se e comam o que lhes é servido). Mas também não concordo com esse juiz brasileiro quando se expõe a tirar selfies e a dar autógrafos. Juiz não é para isso.
Ano Novo Vida Velha , 02 Janeiro 2016 - 11:21:41 hr.
...
Eu faço uma pequena ideia do que por cá se diria se o juiz Carlos Alexandre desse conferências de imprensa ou aparecesse a orar em Seminários ou Colóquios.
Muitos, mesmo de entre os seus pares, pediriam a sua cabeça.
E não duvido que este juiz teria muito que dizer que poderia beneficiar a nossa democracia. Talvez por isso é que muitos (especialmente políticos e advogados) não lhe largam as canelas, como são exemplo os proenças de carvalho, os magalhães e silva, os araújos e tantos outros tubarões de escritórios sustentados pelo erário público ou pelo pretenso dinheiro do amigo.
Luis , 03 Janeiro 2016 - 14:27:53 hr. | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

InVerbis 2017 Com o termo do ano de 2016, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2016.Para acede...

O Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ) avançou com uma providência cautelar no Tribunal Administrativo de Círculo ...

O Presidente da República afirmou esta quarta-feira em Coimbra que o sistema de justiça "é um problema", considerando qu...

Procuradores temem transferências sem consentimento que colocam em causa os princípios de estabilidade e inamovibilidade...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Magistrados: Juízes Juiz é figura do ano no Brasil

© InVerbis | Revista Digital | 2016.

Arquivos

Sítios do Portal Verbo Jurídico