In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2015

Contentores

  • PDF

Pedro Mourão - Obras? Vai tudo para contentores. Por quanto tempo? Sabe-se lá, e é uma sorte se o empreiteiro não falir! Não seria o primeiro...

Como cantam os Xutos nos 'Contentores', é como "Voltar ao zero num planeta distante"! A dignidade? Essa, vem já a seguir! Este é o figurino de alguns tribunais do País, que se encontram em obras. Porventura terá que ser assim, apenas com um detalhe: decoro por quem lá trabalha.

Dizia Sócrates sobriamente: "Aquilo que não puderes controlar, não ordenes." Os inconformados 'contenturistas' tenham "um pouco de fé...", como canta o Tim ainda nos 'Contentores', e talvez um dia deixem de ver o sapateiro ir para além da chinela, perorando junto da dignidade de um contentor! Afinal, a dignidade ainda não tem regulador nem regulação!

Mesmo um contentor pode ser um tribunal. No entanto, só o é apenas e enquanto aí estiver um juiz que, apesar da poeira intencionalmente levantada, ainda é quem decide... Procura-se paciência para tiques empertigados de quem procura o seu lugar... no sítio errado, apesar do circunstancialismo vigente!

Pedro Mourão | Correio da Manhã | 28-11-2015

Comentários (0)


Exibir/Esconder comentários

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2015, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2015.Para aceder aos conteúdos...

Relatório de gestão da comarca de Lisboa revela falta de dinheiro para impressoras, papel higiénico, envelopes e lâmpada...

Mudança ignorou dúvidas de constitucionalidade levantadas pelos dois conselhos superiores dos tribunais, pela Associação...

Portugal assinala 30 anos de integração europeia a 1 de Janeiro, e três décadas depois de ter aderido à então Comunidade...

Últimos comentários

Opinião Artigos de Opinião Contentores

© InVerbis | Revista Digital | 2015.

Arquivos

• Arquivos 2012 | 2013 |2014 |
Arquivo 2007-2011
Blog Verbo Jurídico
(findo)

Sítios do Portal Verbo Jurídico