In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Cândida Vilar afastada pela diretora do DIAP

  • PDF

Magistrada foi substituída na Unidade de Combate ao Crime Violento e fala em «saneamento». PGR nega «natureza disciplinar» do caso.

Está instalada a entre a diretora do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP), Maria José Morgado, e Cândida Vilar, que fala em «saneamento», referindo-se à sua substituição no cargo da Unidade de Combate ao Crime Violento. Ontem, Maria José Morgado revelou o nome do substituto, Manuel Gonçalves, depois de, na terçafeira, ter feito circular a alteração pelas várias polícias. «Um procedimento de rotina que visa dar conhecimento às polícias [do responsável] com quem passam a trabalhar a partir de agora», considerou a diretora do DIAP. No documento, era ainda referido o novo cargo de Cândida Vilar, que foi enaltecida pelo seu percurso no combate aos crimes mais violentos. «A partir de agora, fica integrada nos serviços da direção deste DIAP», diz o texto.

Em declarações à Lusa, a magistrada disse que o seu afastamento do cargo se deveu a uma queixa do diretor da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, à Procuradoria-Geral da República (PGR) e que está relacionada com um caso de tráfico de droga, em que é acusada de violar os seus «direitos funcionais».

Cândida Vilar nega as acusações e sustenta que, na base da queixa, estão questões sobre as competências de diferentes forças policiais, que a Lei de Organização da Investigação Criminal deixa por resolver. A magistrada considera- -se alvo de um «saneamento», tendo transmitido já essa opinião à diretora do DIAP.

A PGR fala numa «atualização de competências» e nega a «natureza disciplinar» da decisão. Pelas mãos de Cândida Vilar passaram casos como 'Máfia da Noite' e 'No Name Boys'.

Letícia Neto | A Bola | 03-04-2014

Comentários (4)


Exibir/Esconder comentários
...
Será desta que o MP vai deixar de andar em roda livre?
Valmoster , 04 Abril 2014 - 18:08:37 hr.
...
O MP não tem homens?
meu , 05 Abril 2014 - 01:01:17 hr.
...
tem homens mas querem ser mandados....
miro , 05 Abril 2014 - 19:33:14 hr.
...
Valmoster

Será que é o MP que anda em roda livre, ou há por aí outras capelas com objetivos escondidos?
Cuidado................olhe que nem todos os engenheiros são doutores.
Tancredo , 07 Abril 2014 - 19:26:32 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

O Supremo Tribunal Administrativo fixou jurisprudência a rejeitar providências cautelares contra o novo mapa judiciário,...

O que é uma embaixada? Foi em torno da precisão deste conceito que se decidiu uma das batalhas judiciais em disputa entr...

Um erro das Finanças. Mais de três dezenas de pareceres, relatórios de quatro comissões. Mas só o parlamento açoriano fe...

O banco norte-americano vendeu mais de 4 milhões de ações do BES no passado dia 23 de julho, ou seja poucos dias antes d...

Últimos comentários

Forense Magistrados: Ministério Público Cândida Vilar afastada pela diretora do DIAP

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico