In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Carta Aberta à Presidente do Conselho Geral OA

  • PDF

Mediante solicitação do Exmo. Senhor Dr. Orlando Maçarico, Advogado, publicita-se a "Carta Aberta à Presidente do Conselho Geral da Ordem dos Advogados", elaborada pelo mesmo.
pdfCarta elaborada por Dr. Orlando Maçarico

Comentários (7)


Exibir/Esconder comentários
...
Vale a pena ler a carta (e é só uma página)
pseudonome , 01 Julho 2014 - 10:38:50 hr.
...
E muito bem referida a exigência da informação solicitada, veremso que resposta a Ordem vai proferir, estou à espera...,.
armando , 01 Julho 2014 - 21:21:47 hr.
DISCORDO
... fortemente.
Da publicação desta coisa.
Não tem relevo, não tem interesse, não é bonito.
Nem para o autor, ao que sei, algo perturbado, nem para o In Verbis, que a gente procura para outras coisas,não para isto.
A.M. , 02 Julho 2014 - 08:46:03 hr.
...
A mais pura maçaricada!
silva , 02 Julho 2014 - 10:03:11 hr.
É, no mínimo, deselegante
... que o Dr. Maçarico se dirija à Ordem nestes termos, não pelas vias normais, mas pela publicação desta carta.
O Dr. Maçarico não pretende esclarecimento nenhum, pretende apenas mostrar a sua prosa e dizer-nos que está vivo.
Que viva muitos anos mas que se deixe de maçaricadas!!!
Preocupado , 02 Julho 2014 - 10:43:51 hr.
...
Marinho Pinto disse ontem que os eurodeputados ganham demais...
pseudonome , 02 Julho 2014 - 10:52:19 hr.
Estilo maçarico
De Marinho Pinto diz muita gente, "não gosto do estilo, mas até concordo com muito do que ele diz".
Pois bem, de Orlando Maçarico poder-se-á dizer mesma coisa. Ele devia abster-se de tentar ter piada ou de enveredar por um tom rebuscado, para o qual não está talhado.
À parte do estilo, ele até tem razão. Para quem não saiba, a primeira coisa que Marinho Pinto fez, após ter sido eleito bastonário, foi criar um ordenado e um subsídio de reintegração profissional que não existiam até à data.
Ora, se o ex-bastonário não voltou a exercer advocacia, nem aparentemente tenciona fazê-lo nos tempos próximos, sendo até provável que nunca mais retorne à antiga profissão, parece-me justo que ele devolva os 40 mil euros que recebeu a título de subsídio de reintegração profissional. Já o devia ter feito.
Citizen Kane , 02 Julho 2014 - 11:20:15 hr. | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Forense Profissionais Liberais: Advogados Carta Aberta à Presidente do Conselho Geral OA

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico