Homem mata advogada de divórcios

Um homem de 54 anos, habitante de Estremoz, assassinou, por volta das 16h00 desta terça-feira, uma advogada no escritório de advocacia onde ela exercia a profissão, no número 42 do Largo da República, no centro da cidade de Estremoz. 

O homicida entrou no prédio pouco antes das 16h00, subiu ao primeiro andar e entrou no escritório da advogada Natália de Sousa, de 48 anos. Atacou a advogada, atirou-a ao chão e bateu com a cabeça dela repetidas vezes no chão, até a matar. O corpo foi encontrado no escritório ainda com alguns sinais vitais, mas as equipas de emergência não conseguiram salvar a mulher. Após sair do prédio o assassino foi detido por elementos da PSP de Estremoz.

As causas deste homicídio estarão relacionadas com um processo de divórcio que a advogada estava a acompanhar e no qual o agressor estava envolvido. Segundo revelaram alguns populares, o homicida era "desequilibrado e já tinha batido na mulher e nas filhas". A vítima, Natália de Sousa, era advogada de defesa da mulher e das filhas do agressor num processo de divórcio.

Alexandre Silva | Correio da Manhã | 06-05-2014