In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Quartel da GNR atacado à pedrada

  • PDF

Posto da GNR de Águeda foi atacado à pedrada, quatro meses após uma agressão a um militar. Associação sindical receia pela segurança dos militares sozinhos nos postos. Comando de Aveiro irá tomar medidas para prevenir situações semelhantes.

Um militar que estava de serviço ao atendimento no posto da GNR de Águeda, anteontem à noite, foi surpreendido com uma pedrada que abriu um buraco no vidro da porta de entrada do quartel. O guarda, que atendia uma pessoa ao balcão, correu para o exterior mas não se apercebeu de ninguém. Há cerca de quatro meses, um outro militar foi agredido no posto quando estava sozinho. O Comando da GNR de Aveiro afirma que irá tomar medidas para tentar evitar estas situações e proteger os militares de serviço nos postos.

"Neste momento está em causa a segurança dos militares que estão nos postos, uma vez que na maior parte das vezes se encontram sozinhos e desprotegidos", afirmou ao CM Paulo Maciel, dirigente da ANAG – Associação Nacional Autónoma de Guardas. A associação sindical lembra que esta não é a primeira vez que ocorre uma situação de violência contra os guardas do posto de Águeda no interior das próprias instalações.

A 14 de dezembro do ano passado um popular entrou no posto perseguido pelo homem que o tinha agredido num bar. Já nas instalações da GNR, o agressor atacou o guarda que estava sozinho. Valeu a intervenção de um outro militar que estava na sala de transmissões e foi em socorro do colega.

"Agora com a extinção das transmissões nos destacamentos até esse apoio acabou", acrescenta Paulo Maciel. "Estamos a fazer tudo para que situações como esta não se repitam", garante a GNR de Aveiro.

Francisco Manuel | Correio da Manhã | 23-04-2014

Comentários (1)


Exibir/Esconder comentários
...
Se não têm pessoal para proteger as instalações não se prevê quaisquer segurança aos cidadãos
Azimute , 24 Abril 2014 - 09:23:41 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Forense Agentes Públicos Órgãos Polícia Criminal Quartel da GNR atacado à pedrada

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico