In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Sócrates irritado com nome de família

  • PDF

Uma parte considerável do recurso que foi entregue no Tribunal Central de Instrução Criminal não é a contestar os indícios de corrupção, mas sim a falar sobre o apelido que foi 'escolhido' pelo juiz no primeiro interrogatório judicial. "É mundialmente conhecido como José Sócrates", alega o advogado do ex-primeiro-ministro, para garantir que o uso de Pinto de Sousa serviu para o humilhar. "Ficou despido de personalidade", acrescenta João Araújo no recurso que vai seguir, em janeiro, para a Relação de Lisboa.

Também Carlos Santos Silva já avançou com o recurso às medidas de coação. Paula Lourenço, que defende o empresário de Leiria, gasta também uma parte considerável do recurso a falar sobre o conceito da amizade. E garante que a generosidade não temlimites e que o seu cliente nunca olhou a meios para que Sócrates se sentisse satisfeito. Pagava tudo - casa, carro e luxos pessoais -, mas sempre sem das intenções.

Os recursos já estão no Tribunal Central, mas encontram-se agora nas mãos do Ministério Público. O procurador Rosário Teixeira tem 30 dias para se pronunciar, desde a data em que foram interpostos, só seguindo depois para os tribunais superiores. Antes de fevereiro, não é expectável que sejam conhecidas decisões.

"O meu cliente tem resistência olímpica"

O advogado Pedro Delille frisa que o antigo primeiro -ministro está com "uma resistência olímpica ao exagero da prisão preventiva". O causídico, que acompanha João Araújo na defesa do ex-governante, esteve ontem reunido com José Sócrates na cadeia de Évora.

Questionado pelos jornalistas se está a ser preparado algum requerimento, o advogado limitou- se a afirmar, sem especificar, que a defesa de José Sócrates está a preparar "algumas coisas". Foi a primeira vez que esteve a sós com o cliente na cadeia.

Perna nega a prática de qualquer crime

João Perna diz que não cometeu qualquer crime. O recurso do seu advogado, com mais de 50 páginas, foi ontem entregue no Tribunal Central de Instrução Criminal e contesta a qualificação dos indícios feita pelo Ministério Público e juiz de instrução.

O advogado Ricardo Candeias garante que o objetivo é que o processo contra o seu cliente seja arquivado. Para já, o ex-motorista de Sócrates apenas contesta os indícios, já que a medida de coação - neste momento, prisão domiciliária - foi alterada na última terça-feira. Correm ainda prazos para ser interposto recurso sobre esta matéria. Recorde-se que a 'colaboração' de João Perna abriu-lhe as portas da cadeia. Em prisão preventiva durante mais um mês, o ex-motorista se que queria ser ouvido e poucos dias depois viu a medida de coação ser reduzida.

João Perna assumiu que passou dinheiro nas contas e que as quantias lhe foram entregues por Carlos Santos Silva e se destinavam ao seu patrão José Sócrates. Negou a prática de qualquer crime, assegurando que apenas cumpria ordens.

Eduardo Dâmaso | Correio da Manhã | 28-12-2014

Comentários (6)


Exibir/Esconder comentários
...
...há arguidos que, no fim do processo, até mudam de nome, para não serem associados ao episódio infamante que os envolveu. Ainda vamos ver este arguido enterrar o nome "Sócrates"?
Digo , 28 Dezembro 2014 - 13:29:04 hr.
...
Mas o uso dos apelidos de alguém têm sentido pejorativo? Pinto e Sousa são apelidos "engraçados"?

E isto é fundamento de um recurso de aplicação de medidas de coação?

Só espero é que isto não seja o prenúncio de uma queixolazinha ao CSM que, na sua sanha persecutória destinada a rebaixar os juizes perante tudo e todos e fielmente executada por sujeitos que são juízes de carreira, certamente encontrará uma qualquer violaçãozinha do dever de urbanidade e aplicará a multinha como é habitual fazer desde que o atual Vice-Presidente tomou posse.
Inspetor Ventoínha , 28 Dezembro 2014 - 21:35:25 hr.
...
Mau mau Maria... então o dinheiro era emprestado ou doado para que o sr Pinto de Sousa vivesse como um princípe das arábias? Acho que a primeira coisa que os advogados têm que fazer é por-se de acordo um com o outro...
Sun Tzu , 29 Dezembro 2014 - 13:23:53 hr.
...
Este agora renega os seus próprios apelidos. E presunção também não lhe falta, ao dizer que é mundialmente conhecido...
Indignado , 29 Dezembro 2014 - 15:32:19 hr.
...
Ao cuidado dos tribunais. Toca a tratar estas pessoas pelos seus "nomes artísticos" nos processos judiciais em que, eventualmente, estejam envolvidas: Pelé, CR7, Lili Caneças, Zézé Camarinha, Toni Carreira, Tarzan Taborda (RIP)...
Disse , 29 Dezembro 2014 - 21:41:39 hr.
Tá bem!
Deveria chamar-se ao Sr., apenas
Zé!
Mas como diria o celebérrimo Fócrates:
" A vida é uma soda"
Klint Estevud , 01 Janeiro 2015 - 17:28:08 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Sistema Político Sócrates irritado com nome de família

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico