In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Sócrates “está preso por ter sido primeiro-ministro”

  • PDF

Jurista diz que o processo em causa é também "político" e que isso influenciou a decisão do juiz Carlos Alexandre quando optou por o colocar em prisão preventiva.

O advogado João Araújo salientou na noite desta sexta-feira que José Sócrates está preso por ter sido primeiro-ministro remetendo para a "face política" do processo.

"Se não fosse quem é não estava preso. O facto de ser quem é influi necessariamente na decisão que foi tomada. O doutor Carlos Alexandre é um juiz extremamente considerado e respeitável como todos os juízes. Fez a sua avaliação. Nessa avaliação interveio certamente a circunstância de ter sido primeiro-ministro", referiu o advogado em entrevista à TVI.

Além disso, João Araújo apontou: "É um ex-primeiro-ministro que durante todo o seu governo foi alvo de imputações desonrosas. É preso preventivamente e isto não tem nada de político? Só se formos parvos". Para o advogado, não há dúvidas de que este caso tem uma "face profundamente política".

Numa entrevista contida – o conselho distrital da Ordem dos Advogados não autorizou o advogado a pronunciar-se sobre os termos com que fundamentou o recurso da prisão preventiva –, João Araújo apontou, sem qualquer dúvida, que "a detenção de Sócrates foi um acto inútil porque não havia necessidade".

"Antes de mais porque não há razão para o prender. Mas admitindo que vivemos nuns pais civilizado, a prisão de pessoas sem julgamento deve ser evitada a todo o custo. Só em casos absolutamente excepcionais deve haver prisão preventiva. No caso do engenheiro José Sócrates é completamente injustificada. José Sócrates não devia estar preso", defendeu.

O jurista disse ainda acreditar "profundamente" na inocência de José Sócrates. Aliás, além de acreditar, fez questão de dizer que o ex-primeiro-ministro, indiciado por corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, "não praticou esses crimes".

Questionado sobre o maior volume de contratos que o Grupo Lena terá tido durante o tempo em que Sócrates foi primeiro-ministro, o advogado disse não ter qualquer informação para dar. "Que o Grupo Lena tenha ganho tantos contratos? Não sei sequer se ganhou muitos ou poucos. Não leio jornais", ironizou apesar de mais à frente apelidar algumas notícias como sendo "aldrabices".

Nesse ponto, João Araújo aproveitou para dizer que o ex-motorista de José Sócrates nunca foi a Paris entregar malas de dinheiro. "Isso são aldrabices. Há para aí uma história de que ele levava malas para Paris. Não é verdade. É uma grosseira mentira. Ele nunca levou dinheiro a Paris. Foi uma vez a Badajoz fazer a revisão do carro", justificou.

E quanto à alegada luxuosa vida que Sócrates terá levado em Paris depois de sair do Governo, também João Araújo disse nada saber. "Eu não tenho essa informação. Não tenho. Não perguntei. Então ia perguntar o quê? Se vivia bem ou mal? Se pagava as contas?", referiu garantindo mais uma vez que não lê jornais.

Pedro Sales Dias | Público | 19-12-2014

Comentários (8)


Exibir/Esconder comentários
O mercenarismo forense
Entrámos numa era da advocacia em que os arguidos chics são sempre inocentes aos olhos dos seus advogados pagos a peso de ouro e afirmam-no a sete ventos, nem que para tal tenham de proferir impropérios contra magistrados que se limitam a cumprir o seu dever e que por isso recebem num mês o que cada um desses advogados, igualmente chics, recebe num dia de interrogatório do seu cliente..
Posto isto, eles podem dizer o que quiserem que não têm qualquer credibilidade.
Nas suas próprias palavras, "servem o dinheiro". Infelizmente, dizer-se que o direito penal tutela valores jurídicos a eles nada lhes diz
Luis , 20 Dezembro 2014 - 16:50:47 hr. | url
...
"um processo politico"
É preciso ter desplanto dizer uma coisa destas.
O que tem acontecido ao longo dos anos na sociedade portuguesa e continua é que através dos vários OE se opera uma transferência de rendas para uma elite parola,nova rica de incompetentes e nada transparente que tem levado o País á miséria e falência com uma carga fiscal insuportável.As autarquias é uma outra vergonha,um despesismo mais que duvidoso mas com o prémio de equilibrar as suas contas à conta do contribuinte,a solução: aumenta-se o IMI e as transferências do estado.
Agora que a justiça mostra funcionar vêm todos os bem pensantes dizer banalidades e ataca-la da forma mais primária.
A justiça merecia ser criticada pelo que não fazia não pelo que agora está fazer
cudadania , 20 Dezembro 2014 - 21:35:15 hr.
Dois pesos e duas medidas
A Ordem dos Advogados não autorizou o advogado João Araújo a pronunciar-se sobre os termos com que fundamentou o recurso da prisão preventiva.
Muito bem. Mas, por exemplo, ainda há dias o vice-presidente da OA, Rui da Silva Leal, garantiu, perante os órgãos de comunicação social, que a detenção de José Sócrates é "absolutamente ilegal": http://www.noticiasaominuto.co...nte-ilegal
Ou seja, as normas estatutárias que proíbem os advogados de se pronunciarem publicamente, na imprensa ou noutros meios de comunicação social, sobre processos pendentes só valem para alguns.
Este é apenas mais um exemplo da sem-vergonhice reinante na Ordem dos Advogados, que tudo permite a alguns advogados e nada a outros, e mais uma evidência de que a deontologia profissional e o poder disciplinar jamais deverão estar entregues a "colegas".
Citizen Kane , 21 Dezembro 2014 - 00:41:55 hr. | url
...
É verdade. Se não tivesse sido PM, Ministro, etc., não poderia ser corrompido e não teria cometido aqueles crimes. Poderia ter cometido outros, seguramente,. mas não aqueles!
ai Timor, lá-lá-lá-lá, la-la-lá!!!!!!!!!!!!! , 21 Dezembro 2014 - 17:47:52 hr.
...
Alguém sabe o endereço da oficina de BAdajoz, para ir lá fazer a revisão ao meu carro?
Sun Tzu , 21 Dezembro 2014 - 17:49:22 hr.
A Inteligência dos fenómenos
Gostaria que alguém me caracterizasse a diferença entre um fenómeno político e um fenómeno jurídico e me respondesse se o mesmo fenómeno pode ou não estar sujeito a análise politica e jurídica.
O antigo BOA tem medo da República dos juizzzesss. Prefere a parceria entre advogados e delinquentes.
Quem luta para não ser julgado
É presumível culpado
E se o não for então
Acabou-se a presunção
Porque:
Coitado do mentiroso
Mente uma vez mente sempre
Ainda que fale verdade
Todos lhe dizem que mente.
Quem cabritos vende e cabras não tem
De algum lado lhe vem.
Voz do Povo é voz de Deus.

Picaroto , 22 Dezembro 2014 - 09:28:44 hr.
E o macaco sou só eu?
Cadê os OUTROS?

Se bem se lembram......
Kill Bill , 22 Dezembro 2014 - 16:13:14 hr.
...
Se o o Sr. eng. está preso apenas por ter sido PM, o que dizer da injustiça feita aos outros, presos (assim sendo) APENAS por serem motorista o ex PM, amigo do ex PM e advogado do amigo do ex PM. smilies/smiley.gif
Digo , 23 Dezembro 2014 - 13:03:33 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Sistema Político Sócrates “está preso por ter sido primeiro-ministro”

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico