In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Presos preventivos podem ter visitas sempre que possível

  • PDF

A Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais avançou que o nome de Mário Soares "consta, na qualidade de amigo, da lista de visitantes apresentada, conforme o legalmente previsto, pelo recluso"

A visita de hoje de Mário Soares a José Sócrates, na cadeia de Évora, foi autorizada ao abrigo do artigo que permite aos reclusos preventivos em regime comum receberem visitas, sempre que possível todos os dias, indicam os serviços prisionais.

A Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais avançou que o nome de Mário Soares "consta, na qualidade de amigo, da lista de visitantes apresentada, conforme o legalmente previsto, pelo recluso".

Desta forma, explica, a visita de Mário Soares foi "previamente solicitada e autorizada ao abrigo do disposto no nº 1 do art.º 222º do Regulamento Geral dos Estabelecimentos Prisionais" que estabelece que o recluso preventivo colocado em regime comum pode receber visitas, sempre que possível todos os dias.

O fundador do PS deslocou-se hoje ao Estabelecimento Prisional de Évora, num dia em que não estavam previstas visitas, já que habitualmente as mesmas acontecem às terças-feiras e quintas-feiras, sábados e domingos.

No final da visita, Mário Soares considerou que Sócrates está a ser vítima de "uma campanha que é uma infâmia", argumentando tratar-se de "um caso político".

"Têm feito uma campanha contra ele que é uma infâmia. É a comunicação social que faz, mas são os tipos que estão por trás dela", acusou, à saída do Estabelecimento Prisional de Évora.

Segundo Soares, "todo o PS está contra esta bandalhada", apesar de este caso não ter "nada a ver com os socialistas".

"Tem a ver com os malandros que estão a combater um homem que foi um primeiro-ministro exemplar", frisou.

À entrada do Estabelecimento Prisional de Évora e quando questionado se acredita na inocência de José Sócrates, Mário Soares respondeu "com certeza".

O ex-primeiro-ministro José Sócrates é o primeiro ex-chefe de governo da história da democracia portuguesa a ficar em prisão preventiva, estando indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção.

Na noite de segunda-feira, o Tribunal Central de Instrução Criminal decretou a prisão preventiva a José Sócrates, João Perna e Carlos Santos Silva e a obrigatoriedade de apresentação bissemanal no Departamento Central de Investigação e Aço Penal (DCIAP), proibição de ausência para o estrangeiro e proibição de contactos com os outros arguidos a Gonçalo Ferreira.

jornal i | 26-11-2014

Comentários (2)


Exibir/Esconder comentários
desabafo
Porque não te calas !!!
rei , 26 Novembro 2014 - 20:14:28 hr.
...
viva o principio da igualdade... formal...
aiai , 27 Novembro 2014 - 06:50:22 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Sistema Político Presos preventivos podem ter visitas sempre que possível

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico