In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Mário Soares: "um caso político, uma malandrice"

  • PDF

Mário Soares saiu, esta quarta-feira, do Estabelecimento Prisional de Évora depois de uma visita a José Sócrates e mostrou-se visivelmente consternado com toda a agitação social em torno do caso, apelidando o ex-primeiro-ministro de "homem digno, decente e uma grande figura". Para o histórico socialista, a prisão de Sócrates "não é senão um caso político", empolado pelos "tipos que estão por trás" da comunicação social.

José Sócrates "está fantástico, é um homem digno, decente e uma grande figura", afirmou o histórico socialista Mário Soares logo à saída da visita ao ex-primeiro-ministro, no Estabelecimento Prisional de Évora, onde o ex-governante está detido desde a madrugada de terça-feira, que durou cerca de uma hora.

Quando questionado pelos jornalistas sobre se acreditava na inocência de Sócrates, o antigo Presidente da República foi perentório: "É claro que acredito na sua inocência, toda a gente acredita na sua inocência".

"Todo o PS está contra esta bandalhada", sublinha, apesar de este caso não ter "nada a ver com os socialistas".

Mário Soares atirou algumas críticas aos jornalistas e ao mediatismo em torno de um caso que "não é senão um caso político", atirando responsabilidades aos "tipos que estão por trás" da comunicação social.

"Têm feito uma campanha contra ele que é uma infâmia", esclareceu, acrescentando que todo o processo é "uma malandrice", perpetrada pelos "malandros que estão a combater um homem que foi um primeiro-ministro exemplar".

Um dos jornalistas presentes à saída do estabelecimento prisional perguntou se Sócrates ficou emocionado com a visita do fundador do Partido Socialista: "ele ficou emocionado de eu estar e eu fiquei emocionado de o ver".

Notícias ao Minuto | 26-11-2014

Comentários (8)


Exibir/Esconder comentários
....
O Sr. Dr. Mário Soares deveria ser protegido a fim de se evitarem figuras destas!
Absolutamente de mau gosto de quem consentiu ou estimulou!
Kill Bill , 26 Novembro 2014 - 16:46:24 hr.
...
1.
As declarações do antigo Sr. Presidente da República têm o condão de se comentarem a si mesmas.
2.
Acaba por ser importante que as pessoas se definam claramente a respeito dos casos que interessam a todo um povo.
Fica-se a saber de que lado estão.
alberto ruço , 26 Novembro 2014 - 18:31:48 hr.
...
É pá, como é que se comenta uma coisa destas ?
Por onde começar ?

Bom, o melhor é não comentar e ir jantar.
Zé Tuga , 26 Novembro 2014 - 18:39:28 hr.
...
Marinho Pinto, sim, Marinho Pinto, é que o topou bem no «Diário do Centro» de 15 de Março de 2000
http://aventar.eu/2009/07/23/m...iamantes/
Pois.
Benavente , 26 Novembro 2014 - 23:59:35 hr.
...
Terá ido a Évora [---]?
Já agora, viajou a expensas próprias ou com automóvel, motorista e combustível pago pelos contribuintes? Quando é que terminam os 40.000 euros que mensalmente os contribuintes portugueses são sacados para manter um ex-presidente da república? Isso faz algum sentido? A eleição foi vitalícia?
Raise , 27 Novembro 2014 - 00:03:27 hr.
...
À Constança da TVI, o homem voltou a perder a cabeça: “Então acha que um antigo ministro é agarrado por polícias? Vão a casa buscar-lhe os papéis (…) Fazer toda a espécie de tropelias. Põem-no a viver como se fosse um cão, aqui, ali, acolá”. Referiu ainda que a polícia e “os que mandam na polícia” estão a tratá-lo mal"

Alguém lá para os lados da Fundação Soares faça o favor de entregar uma Constituição ao Sr. Mário - pode ser da edição de 1976 ou de 2014, que é igual - e lhe sublinhe a rosa bem rosada o artigo 13.º que enquanto não for proclamada a ditadura rosácea ainda reza assim: "1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei". Todos e não apenas os que não sejam amigalhaços do rei vitalício sentado na tartaruga.
Perry , 27 Novembro 2014 - 00:24:07 hr.
...
Helena Matos, no Blasfémias:
"Estranho que aos socráticos e respectivos compagnons de route não ocorra discutir a óbvia discriminação constituída pelo facto de se ter aberto uma excepção para Sócrates estar numa cadeia destinada a magistrados e forças de segurança. Acrescento já que concordo com essa excepção mas sei bem que caso o detido fosse do CDS ou do PSD a esta hora já estariam convocadas manifestações pelas forças vivas do costume e com a presença dos notáveis do costume para protestar contra o tratamento de favor e os privilégios. Essa decisão serviria obvia e claramente para mostrar a parcialidade do juiz Carlos Alexandre. Depois estranho mais ainda que Mário Soares tenha visitado José Sócrates apesar de este não ser dia de visita".
Perry , 27 Novembro 2014 - 00:31:44 hr.
comentario
Foi um choque para o Soares e o próprio Sócrates porque nunca pensaram sequer que existiam regras para eles. Algo deve ter corrido bem mal.

Caso assim não fosse, Sócrates nunca na vida voltava a Portugal.

Quanto ao Sócrates, vale pela prisão preventiva, que não é nada, é inocente e tal. Mas para todos efeitos e para o povo - está preso. Faz-lhe bem.

Mesmo que fosse um erro grosseiro da justiça ( que não é), ficava ela por ela, se eles enquanto políticos podem errar e marimbar-se para o povo, a justiça volta e meia também pode errar. Temos pena. Mas este nem é o caso, mas volta e meia, podia ser. Com o zé da esquina acontecem muitos enganos e ninguém vem em defesa. Muitas vezes nem os próprios advogados que o Estado lhes arranja.

E mesmo que nem sequer se acuse, mesmo que não se prove, mesmo que alterem as leis, a constituição e tudo mais todo o Português, sabe que o senhor Sócrates é pessoa pouco recomendável e corrupta. Ele e muitos outros são inimigos do Estado de Direito Democrático, nem se deviam sujeitar à legislação comum.

Uma coisa é o zemanel da esquina ser suspeito de espetar uma facada na maria, ninguém viu, as provas são escassas, não se sabe ao certo as circunstancias,etc, está aguardar julgamento, presume-se juridicamente inocente e mesmo o povo não pode afirmar isto ou aquilo.

Agora o Senhor Sócrates que comprava fatos de 10.000$ numa loja da América, que um tipo disse numa gravação "his corrupt", que tem dezenas de casos de suspeitas... coisas diferentes. Que diz que pediu 100k emprestados e vive naquela zona de Paris, pelo que se leu e ouviu isso por la são trocos e deve-lhe dar para comprar uns 4 ou 5 fatos nos USA e... com jeitinho tem que pedir mais dinheiro emprestado ao banco para pagar a viagem de volta para Paris e para Lisboa.

Um atentado à pátria. Não temos lei adequada para punir este tipo de situações e... as penas são irrisórias. A reabilitação é utopia. Estas pessoas decidiram, desde muito cedo "serem os donos disto tudo", diferente do zé da esquina que tem que se conformar com o que os políticos legislam sob pena de ser um bicho e que merece tempo para reflexão, sem direito a opção. O ze manel não pode decidir continuar a vida no crime, tem que se reabilitar, estes não... são assim e decidiram ser assim porque "são donos disto tudo", os amigos legislam, outros não investigam, outros não condenam, etc.

A solução nestes casos ou é... ignorar a lei e mante-lo o máximo de tempo possível em prisão preventiva, protelando o processo, dando sempre os factos todos como provados, condenando e mantendo sempre em todas as instâncias. Outra solução seria o povo liderado por uma pessoa séria revoltar-se e executar todos na praça publica. Era um período negro da nossa historia, mas... era um bom sacrifício, valia a pena.

Isto mete nojo. Jovens que andaram a estudar e pensavam que era pelo mérito que faziam alguma coisa na vida, nunca tem qualificações suficientes para entrar em lado nenhum... tem tudo que emigrar para uma obra ou restaurante qualquer na Suiça.

Outros artistas ( como a maior parte dos políticos)... tipo este Sócrates, que pelos vistos, nem a porcaria da licenciatura numa Universidade da treta conseguiu tirar sem suspeitas, vivem à grande e à Francesa e "são donos disto tudo".

Fechem as escolas Universidades e criem delegações dos partidos. .

Ao menos os jovens desde novos preparavam-se para alguma actividade que desse dinheiro a sério.
zemanel , 27 Novembro 2014 - 06:40:25 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Sistema Político Mário Soares: "um caso político, uma malandrice"

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico