In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Xanana está envolvido em casos de corrupção

  • PDF

O oficial da PSP que foi expulso de Timor garante que Xanana Gusmão está "envolvido em vários casos de corrupção" e assegura que tem provas contra o primeiro-ministro timorense. Em declarações ao Expresso revela ainda que foi ameaçado pelos "capangas" de Xanana.

José Brito é o oficial da PSP que foi expulso de Timor, à semelhança do que aconteceu a vários magistrados portugueses a trabalhar naquele território.

Em entrevista ao Expresso garante que foi expulso da antiga colónia portuguesa porque o seu trabalho "os estava a incomodar" e revela que foi "ameaçado por capangas do Xanana".

"Muitos deles [capangas] polícias que treinei e com quem tinha uma boa relação pessoal e profissional", assegura.

José Brito foi para Timor em 2009 integrado numa missão da Organização das Nações Unidas. Um ano depois passou para a Comissão Anticorrupção criada pelo governo timorense. Estes anos de experiência no território dão-lhe segurança para afirmar que a "corrupção em Timor é endémica".

"Desde os mais variados serviços do Estado, como a polícia ou a construção, até ao topo do Governo", refere, acrescentando que Xanana Gusmão está incluído na vasta lista de atividades corruptas.

"Xanana? Não tenho dúvidas de que está envolvido em casos de corrupção. E tenho provas. Enviei-as num contentor para Portugal", garante.

E é por estar na posse destas provas, apesar de estar agora em Banguecoque a viver com a mulher, que lança um desafio ao primeiro-ministro de Timor.

"Desafio publicamente Xanana Gusmão para nos defrontarmos num tribunal arbitral fora de Timor para ver se estou errado. Já sei que vai dizer que não", aponta.

O oficial da PSP do comando do Porto revela ainda que denunciou casos de corrupção que "não foram investigados", como os apartamentos em Lisboa que terão sido oferecidos a Xanana Gusmão e a Lúcia Lobato, ex-ministra da Justiça que foi condenada a cinco anos de prisão.

Mas não só. José Brito diz ainda que "há vários casos com Xanana. Como os contratos de arroz com a filha e os negócios do combustível com o sobrinho".

"O sistema está de tal maneira corrupto que tudo dá em desastre. As obras não têm qualidade, os projetos são maus e usam e abusam da emergência para fazer ajustes diretos", conclui.

Notícias ao Minuto | 08-11-2014

Comentários (6)


Exibir/Esconder comentários
...
Bdm me parecia que há gato com rabo de fora nesta situação toda.
Agr o executivo luso devia fazer o mm aos timorenses que estudam em TN e outros a afzer formação na PJ e outros serviços do Estado, deveria sair não em 48 hrs mas em 24/7, i é, 24 hrs para sairem e 7 quilos na bagagem apenas.
suaer , 09 Novembro 2014 - 12:03:31 hr.
Chafurdice
Espero que os juízes expulsos de Timor guardem uma parcimoniosa reserva que este senhor polícia não conseguiu. Deverão porventura dar conta do sucedido ao CSM. E será este quem deverá vir a público defendê-los se e quando se justificar.
J. Sereno , 09 Novembro 2014 - 19:38:56 hr.
...
Pensando com a nossa cabeça.
1.
Temos um facto surpreendente: expulsão dos juízes de Timor ordenada pelo Governo de Timor, a cumprir em 48 horas.
(repare-se que não se trata de colocar fim a uma cooperação, que poderia terminar sem qualquer violência moral e não mereceria mais que uma notícia com meia dúzia de linhas)
2.
É sabido que toda a acção humana tem motivos e razões e destina-se a satisfazer objectivos.
3.
O facto surpreendente deixa de o ser quando se revelam as causas (reais) que o explicam.
Quando isso ocorre, o facto surpreendente passa a ser natural.
4.
Sendo assim, que causas e que finalidades poderão ser colocadas em hipótese como a melhor explicação para um episódio como este?
5.
Têm-se perfilado como explicações:
Incompetência dos magistrados expulsos.
Prejuízos causados pelos magistrados expulsos relativamente aos interesses de Timor.
Existência de processos em que se investigam indícios de corrupção em Timor.
6.
Neste ponto, como não podemos desligar o pensamento, mas apenas discipliná-lo, cada um que conclua por si perante os dados que vão sendo disponibilizados ou não são devendo sê-lo.
alberto ruço , 10 Novembro 2014 - 13:11:21 hr.
...
Fico sempre confuso com estas notícias.

O polícia Brito, aparentemente do comando do Porto, foi para Timor em 2009.
Desde então tem estado por lá, certamente a ganhar o que nunca ganharia cá, a constatar que a corrupção é generalizada. Talvez tenha razão pois conviveu com ela vários anos.
Afirma que denunciou isto e aquilo mas só agora se lhe ouve o ruído, quando se acabou a mama.
Conseguiu tirar de Timor um contentor cheio de provas o que é espantoso que tenha acontecido sem ninguém dar por nada, depois de ter sofrido ameaças e tudo. Essas provas não deviam estar nouras mãos que não as dele? Ou estariam nas mãos dele por outras razões? Eu cá teria preferido trazer pertences pessoais o que me coloca a questão do núero de contentores que terá trazido. Só o das provas?
Desafia Xanana a defrontar-se com ele nu tribunal arbitral. É cómico para um oficial de polícia, mesmo do comando do Porto.
Finalmente, se a notícia for verdadeira, ficou a viver em Banguecoque com a mulher.
Não devia apresentar-se ao serviço em Portugal? É que, se não faz cá falta, deve abrir vaga para que entre alguém no lugar.
Aliás, estas comissões de serviço no estrangeiro e licenças sem vencimento dos funcionários públicos sempre me intrigaram muito. Se fazem falta, recusa-se e não vão... se não fazem falta, recusa-se e só vão se abandonarem os lugares que ocupam.
Quanto à conversa da corrupção que há por lá parece que não seria impeditiva de que todos lá continuassem sem sofrer com o ambiente.
Mário Rama da Silva , 12 Novembro 2014 - 11:36:01 hr.
Novo colonialismo...
Lamento não ter a mesma opinião que a maioria dos comentadores a esta notícia. Gostaria de saber se estariam dispostos a aceitar que juízes espanhóis estivessem em Portugal a investigar governantes. E mais, aceitavam que enviassem para Espanha documentos relativos a essas investigações? Pois foi o que fez o oficial da PSP expulso de Timor, conforme notícia de 08.11.2014:
Oficial da PSP "Xanana está envolvido em casos de corrupção e há provas"
“Xanana? Não tenho dúvidas de que está envolvido em casos de corrupção. E tenho provas. Enviei-as num contentor para Portugal”, garante.
Isto são resquícios de colonialismo...Sem mais comentários!
1ZE , 13 Novembro 2014 - 14:15:15 hr. | url
...
Ex policia

Senhor oficial da PSP - por que razão enviou, se é que enviou, contentores de documentos que indiciam o responsável de Timor por corrupção, para Portugal, quando o assunto diz respeito somente a TImor?
Foi pago para tal? Era assunto da sua incumbância? Ou será que os contentores, em vez de papéis traziam outra matéria prima? Como por exemplo mogno'
Forade jogo , 14 Novembro 2014 - 13:19:22 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Sistema Político Xanana está envolvido em casos de corrupção

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico