In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2013

Procuradores param tribunais

  • PDF

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) fala em 90% de adesão à greve durante o dia de ontem, paralisação que levou ao adiamento de alguns julgamentos. A protesto dos procuradores fez-se sentir também no Campus de Justiça, Lisboa, onde se concentraram cerca de 200 magistrados do Ministério Público.

"Esperemos que isto mostre que a preocupação é fundada" disse Rui Cardoso, presidente do SMMP. Descredibilização da Justiça, falta de condições de trabalho, défice de funcionários judiciais e os cortes remuneratórios e no Orçamento do Estado para a Justiça são as principais preocupações.

"Paralisar era verdadeiramente uma obrigação exigida pelo compromisso, sempre assumido, de lutar por uma Justiça que funcione com maior qualidade e celeridade", refere o SMMP em comunicado.

Ao protesto juntaram-se o Sindicato dos Funcionários Judiciais, os Oficiais de Justiça e Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária.

Carlos Almeida, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça, pediu a demissão da ministra da Justiça justificando ser preciso que alguém "dê um sinal claro de que é preciso mudar alguma coisa".

Magali Pinto | Correio da Manhã | 26-11-2013

Comentários (0)


Exibir/Esconder comentários

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A crise trouxe dúvidas novas sobre a situação do país e a actuação dos políticos. As televisões portuguesas responderam ...

Com o termo do ano de 2013, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2013.Para aceder aos conteúdos...


Isabel Moreira - Ouvindo e lendo as epifanias sobre o Tribunal Constitucional (TC) que descobriram ali um órgão de sober...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Magistrados: Ministério Público Procuradores param tribunais

© InVerbis | 2013 | ISSN 2182-3138.

Arquivos

Sítios do Portal Verbo Jurídico