In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2013

Marinho e Pinto poderá ser candidato às europeias pelo MPT

  • PDF

Tudo se encaminha para que o ainda bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho e Pinto, venha a ser um dos cabeças de lista partidários às próximas eleições europeias.

Ao que o PÚBLICO apurou, o Movimento Partido da Terra (MPT), fundado em 1993 por Gonçalo Ribeiro-Telles, tenciona apresentar o advogado a votos nas eleições marcadas para Maio de 2014.

Marinho e Pinto esteve ontem na comemoração do 20º aniversário do partido que se realizou em Lisboa. A iniciativa serviu também para assinalar os bons resultados do MPT nas últimas autárquicas que – como se assinalava no mural do partido na rede social Facebook – "fez do MPT a sexta força política nacional, imediatamente a seguir aos partidos com assento parlamentar".

Foi o presidente do MPT, John Rosas Baker, quem confirmou ao PÚBLICO a presença de Marinho e Pinto no aniversário do partido. "Tem sido há algum tempo um amigo do partido e é nosso convidado de honra", explicou. Mas escusou-se a confirmar se o advogado era a escolha para as europeias. "Isso não lhe posso dizer", disse o dirigente antes de acrescentar que "oficialmente não foi tomada nenhuma decisão em concreto".

Por seu turno, o vice-presidente do MPT, António Arruda, também não quis confirmar o nome do cabeça de lista. Apenas admitiu que o nome estava "já decidido", numa reunião da comissão política nacional a seguir às autárquicas, depois de "conversações" com Marinho e Pinto. Arruda reconheceu que o cabeça de lista era "uma figura pública nacional bem conhecida" mas sem experiência partidária.

Marinho e Pinto escusou confirmar a sua candidatura. "Não confirmo nem desminto nada. Eu sou bastonário da Ordem dos Advogados até ao dia 10 de Janeiro e até lá não faço nenhuma declaração que possa ser interpretada como pretendendo ser algo mais", disse ao PÚBLICO.

Sobre o seu futuro pós 10 de Janeiro, Marinho e Pinto acrescentou que tencionava "dormir durante dois ou três meses". E depois disso? "Depois disso posso até candidatar-me a secretário-geral da ONU" disse o ainda bastonário.

António Arruda adiantou também ao PÚBLICO que o MPT tenciona anunciar o seu cabeça de lista a 20 de Janeiro em conferência de imprensa. Rosas Baker admitiu essa possibilidade, embora com a ressalva de que o tema teria ainda de ser tratado na comissão política e no conselho nacional do MPT. Mas as suas palavras sobre as capacidades políticas do bastonário são reveladoras: "Seria uma boa ideia [candidatar Marinho e Pinto às europeias] para qualquer força política. Ele é um animal político."

Os contactos entre aquele partido e o ainda bastonário da Ordem dos Advogados não são de agora. Em Julho, por exemplo, Marinho e Pinto e um dos elementos da direcção do MPT estiveram juntos em Cabo Verde, onde o advogado de Coimbra participou numa conferência internacional. A página electrónica do MPT assumiu "encontro informal entre ambos" e acrescentou que se discutiram "assuntos da política interna portuguesa".

E também não é a primeira vez que o MPT tenta aliciar para as suas listas figuras nacionais. Em 2009, antes das anteriores europeias, aquele partido ponderou seriamente convidar o centrista Ribeiro e Castro para ser o seu cabeça de lista.

Houve notícia de que a comissão política nacional do MPT debateu o nome. O presidente da então comissão política do MPT, Paulo Trancoso, reconheceu que o nome de Ribeiro e Castro, assim como outros, "foram falados", embora admitisse que essa escolha "iria ferir e magoar muita gente no partido".

Um dos maiores defensores de Ribeiro e Castro teria sido Pedro Quartin Graça, à altura deputado do MPT integrado nas listas do PSD. Quartin Graça acabaria por encabeçar a lista do MPT às europeias, nessas eleições de 2009.

Nuno Sá Lourenço | Público | 07-12-2013

Comentários (8)


Exibir/Esconder comentários
...
Já está a preparar um novo tacho...! E o pior é que ainda há dias o ouviu a zurzir nos partidos políticos.
Indignado , 07 Dezembro 2013 | url
...
O que é que ele vai fazer quando regressar a Coimbra? Quem o procura como advogado?
Que se vá embora para bem longe daqui. Não faz falta ao país
Alcides , 08 Dezembro 2013
...
Outro arrivista à procura das patacas. Nos temos que correm, tudo o que aparece na ribalta política parece escolhido a dedo. Onde estão os nobres cidadãos do meu país? Apareçam, que estão a fazer muita falta.
Maria do Ó , 08 Dezembro 2013
...
Será que vai acumular com o subsídio de reintegração que se fixou a si próprio?
Era , 08 Dezembro 2013
...
E eu que até tinha uma certa (muita) simpatia pelo MPT, foi-se!!!!!!!!
Olhão! , 08 Dezembro 2013
...
MPT - Movimento Pelo Tacho
Emplastro , 08 Dezembro 2013
...
Bem me parecia que o dito cujo tinha queda para cavador...agra ir a caça do tacho pelo MPT é de almanaque. Estivesse o patrão dele no PS e outro galo cantaria. Porém se do eleito bem podia ir para um local rico em iodo....
zeka bumba , 10 Dezembro 2013
...
Este é como os Senhores Juízes do Constitucional....nasceram para a tachada....e da grande....LOL
Carolina , 11 Dezembro 2013

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A crise trouxe dúvidas novas sobre a situação do país e a actuação dos políticos. As televisões portuguesas responderam ...

Com o termo do ano de 2013, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2013.Para aceder aos conteúdos...


Isabel Moreira - Ouvindo e lendo as epifanias sobre o Tribunal Constitucional (TC) que descobriram ali um órgão de sober...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Profissionais Liberais: Advogados Marinho e Pinto poderá ser candidato às europeias pelo MPT

© InVerbis | 2013 | ISSN 2182-3138.

Arquivos

Sítios do Portal Verbo Jurídico