In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2013

Advogados de empresa reunidos

  • PDF

Os advogados de empresa estarão reunidos no próximo sábado, dia 22 de Junho, no encontro nacional de advogados de empresa, que levará a discussão vários temas que marcam a actualidade jurídica O encontro permitirá trocar experiências, mas tem também um propósito formativo.

"Não é só um momento de convívio entre todos os advogados de empresa Serve para trocar experiências e para conhecermos os problemas que cada advogado tem no seio da sua empresa Mas também tem uma componente formativa", descreveu Vítor Marques Moreira, presidente do Instituto dos Advogados de Empresa (IAE), que organiza estes encontros. O último foi em Maio do ano passado. Neste encontro, que se realizará no salão nobre da Ordem dos Advogados, em Lisboa, entre as 9h00 e as 16h30, serão debatidas questões actuais como as alterações ao código penal e ao código do processo penal, o novo código civil e ainda os mais recentes acórdãos de uniformização de jurisprudência relativos a avales cambiários, assim como a importância de um advogado de empresa

Do painel de oradores farão parte o advogado e professor Germano Marques da Silva, o professor Januário da Costa Gomes, a advogada Luisa Lopes, a advogada que dirige a direcção de contencioso do Montepio, Maria do Carmo Ventura Calvão, e o professor Miguel Teixeira Sousa bem como o Juiz Conselheiro António Abrantes Geraldes.

Vítor Marques Moreira explica que se "vão abordar temas que interessam aos advogados, com oradores apelativos e do conhecimento de toda a gente" pois esta é uma forma de cativar mais advogados. O presidente do IAE recorda que os primeiros encontros tiveram fraca adesão mas que estes últimos têm enchido o salão.

Segundo o responsável há cerca de 1.100 advogados de empresa inscritos na Ordem dos Advogados, mas haverá 4.000 a 5.00 advogados de empresas em todo o País. "Um advogado de empresa é importante porque é um elemento da própria estrutura, conhece-a como ninguém", frisou Vítor Marques Moreira acrescentando que há cada vez mais advogados de empresa quer por "motivos economicistas", pois fica mais barato para as empresas do que contratarem "outsorcing", quer pela qualidade do trabalho que é muito maior no caso destes advogados a tempo inteiro nas empresas.

Jornal de Negócios | 19-06-2013

Comentários (0)


Exibir/Esconder comentários

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A crise trouxe dúvidas novas sobre a situação do país e a actuação dos políticos. As televisões portuguesas responderam ...

Com o termo do ano de 2013, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2013.Para aceder aos conteúdos...


Isabel Moreira - Ouvindo e lendo as epifanias sobre o Tribunal Constitucional (TC) que descobriram ali um órgão de sober...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Profissionais Liberais: Advogados Advogados de empresa reunidos

© InVerbis | 2013 | ISSN 2182-3138.

Arquivos

Sítios do Portal Verbo Jurídico