In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Deputados agredidos

  • PDF

Insultos, ameaças e agressão física. Deputados já sentem na pele o aumento da tensão social. Fora e dentro do Parlamento.

O protesto de um grupo de empresários do sector da restauração nas galerias da Assembleia da República, na quarta-feira – enquanto se discutiam propostas da esquerda para que o imposto sobre o IVA seja reposto nos 13% – é o episódio mais recente da contestação que tem afectado os deputados nas últimas semanas. Mas o confronto já passou a barreira dos insultos e os limites do Parlamento.

Um dos casos mais graves aconteceu com Duarte Pacheco, do PSD, à saída da Assembleia da República (AR), no dia em que Vitor Gaspar ali entregava o Orçamento do Estado, sabe o SOL. Com centenas de manifestantes a cercar o Parlamento, o deputado social-democrata viu o seu carro oficial ser atacado a murros e pontapés quanto tentava sair da garagem da AR. «Ficou um bocado amachucado», diz o secretário da mesa da AR.

Atrás, o carro oficial de Teresa Morais, secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares, tentava também sair da garagem, mas acabou por fazer marcha-atrás. Seguia-se José Luís Ferreira, deputado de Os Verdes, que foi avisado pela segurança do Parlamento de que o melhor era não sair. O deputado foi jantar e quando voltou às 23h, a situação ainda não era segura. Foi para casa «de transportes públicos» e deixou o carro na garagem da AR.

Estes incidentes ocorreram num ambiente de crispação colectiva, com a manifestação junto ao Parlamento. Porém, também o dia-a-dia de alguns deputados já começa a ser ameaçado por protestos e gritos de ordem contra a classe política.

Ricardo Rego | Sol | 26-10-2012

Comentários (12)


Exibir/Esconder comentários
...
Já somos todos gregos.
Que é como quem diz: "we are all screwed"
com F maiusculo
Hannibal Lecter , 26 Outubro 2012
E isto é apenas o começo...
E isto, lamentavelmente, é só o começo...
Quando o frio de Janeiro apertar e o povo se vir confrontado com a dura realidade da sua folha de vencimentos, parece-me que será bem pior...
Cidadão (Extremamente) Preocupado , 26 Outubro 2012
...
O Povo Português dito pacífico tem limites, é pena que não se corte na Despesa e se aumentem os impostos descaradamente. Mantendo os Lobbies das sociedades de Advogados, REN, RTP, Águas de Portugal, Rendas na electricidade, PPP, a lenga lenga que toda a gente sabe mas ninguém corta...
Para o ano o aumento será pior...IVA, IMI...e com isso a revolta do povo...com ameaças e muitas agressões...
Que o Sócrates retorne e veja o estado em que o País deixou...e apanhe tb...Gaspar n corta na Despesa pQ? Sobra p si tb...
António , 26 Outubro 2012
...
começo a ficar com medo
de tudo isto
silvestriana , 26 Outubro 2012
...
Hoje fui ao Portugal profundo ver uma casa com uma área minúscula, ou antes, ver as ruínas daquilo que em tempos que já lá vão foi uma casa (sim, actualmente é um monte de escombros cobertos de ervas, musgo e silvas). Tinha o valor patrimonial de quatrocentos e poucos euros, há dias foi avaliada em mais de quinze mil euros pelas finanças. De facto, os políticos pensam que somos um país de carneiros ... mas, só para lhes fazer a vontade, talvez um dia levem uma marrada bem assente.
Catalina , 26 Outubro 2012
...
Não chorarei uma lágrima por esta canalha. É triste, nunca fui nem serei pela violência. Mas não chorarei uma lágrima por esta canalha.
Carros de serviço, jantares de perdiz a três euros...
Jesse James , 27 Outubro 2012
...
Carros o pessoal paga outro. Não há problema. Se acontecer algo ao senhor, aparece outro, o primo ou o amigo ou assim. Nunca acaba.
ccv , 27 Outubro 2012
E ainda falta meterem no parlamento a "INTERPRETADORES" os Prof videntes africanos...
smilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gif

Num país de "avançados" é só o que falta.Para termos um sobado totalmente democrático...
Lusitânea , 27 Outubro 2012
...
Ao serviço da pátria...
Qualquer um destes Srs. faz um serviço à pátria cada vez que acerta o passo a cada um dos nossos parlamentares.
cgf , 27 Outubro 2012
...
Eu sempre tive mais "medo" dos calmos do que dos que explodem por tudo e por nada. É que o perder a cabeça nos últimos é habitual e a cabeça está sempre pouco cheia. Já no caso dos calmos, quando perdem a cabeça, perdem-na mesmo (porque a perdem menos vezes e assim não a vão despejando).

E o nosso povinho é calmo, às vezes calmo demais. Para chegarmos a isto, palpita-me que vem aí brasa ainda maior.

Não aprovo o uso de violência, mas os políticos (em geral e não os concretamente agredidos física ou verbalmente e, se calhar de entre estes, há alguns que poucas ou nenhumas culpas terão no cartório) só se estão a deitar na cama que fizeram. Por isso, tenham cuidado com as medidas que tomam e com as trafulhices em que se metem, pois o povo está zangado.

Não será, pois, à toa que o carinha de gozão/doutor da mula ruça e o jovem que lidera a pandilha são, de entre os "borrados de medo" aqueles que têm mais segurança.
Zeka Bumba , 27 Outubro 2012
Quem semeia ventos...
Estão à espera de quê? Nãohouviram a conversa fiada do PM e do Xerife nas jornadas da camarilha? É conversa de gente séria para um povo no desespero? Maratonas... os corredores de bancada a dar4 lições a quem foge da miséria que se aproxima cada vez mais! As parábolas foram sabiamenta utilizadas por quem morreu na cruz. Vejam o que pode acontecer a quem nem sequer as sabe utilizar...
Eu sei bem o que se vai passar dentro de muito pouco tempo e não gosto mas reconheço que não vou chorar apesar de não gostar. O que eu queria era diferente. Uma mudamça tal na gestão e organização da coisa colectiva que gentalha deste jaez, presente e passada nunca mais pudessem entrar num dos nossos carros de serviço e ganhassem o pão de cada dia com o suor do seu rosto sem fazer mal a ninguém. Mas isso não vai acontecer por ora. Mas lá virá em todo o Ocidente corrupto e sem valores.
Barracuda , 27 Outubro 2012 | url
...
O povo esta revoltado com a sobrecarga de impostos, com a falta de emprego e com as mentiras que todos os dias ouve de quem nos governa.
O povo está cansado de pagar, pagar....e, haver funcionários das finanças dizerem entre dentes que à sexta feira à tarde não se entrgam IMI;
O povo está cansado de recorrer a entidades publicas, nomeadamente câmaras municipais, pedir certidões e passados 3 meses as certidões não serem emitidas, porque o Sr. funcionário está para formação.....
O povo está cansado, o povo está revoltado, e o resultado começa a aparecer.....
pe de vento , 29 Outubro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político Deputados agredidos

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico