In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

«Refundar» as funções do Estado

  • PDF

Recentes comunicações do Primeiro Ministro e do Ministro das Finanças propõem a necessidade de repensar as funções do Estado que mais oneram o erário público. No Mapa III anexo à Proposta de Lei de Orçamento de Estado para 2013, consta a relação das despesas por classificação funcional: as funções de soberania representam cerca de 10%, as funções sociais 16%, as funções económicas 4% e as restantes funções, com relevo para as operações de dívida pública, representam cerca de 70%, sendo esta a proporção funcional dos encargos.

despesasoe2013

Comentários (5)


Exibir/Esconder comentários
...
O povo continua a ser enganado.
O PR dorme o sono dos que não se querem incomodar.
O Governo e o Parlamento estão dominados pelos grupos de interesses.
Os Tribunais continuam a soltar os burlões e a condenar os denunciadores da corrupção.
Os órgãos de comunicação social colam-se ao poder instalado e reproduzem mentiras.
Os "opinion makers" distorcem os factos, repetem várias vezes a mesma mentira e atacam os que se levantam a alertar que «o rei vai nú».
Isto já não é democracia, é ditadura.
O exemplo acima é a prova disso.
Se é que há alguma esperança ela só pode residir nos que ainda vão denunciando estes factos. Bem-haja, Sr. Administrador. O povo, o verdadeiro povo, no dia da revolução que se avizinha, não se esquecerá dos que foram rectos.
Couto , 02 Dezembro 2012
...
O que isto demonstra bem, é que a "questão" das Funções Sociais do Estado, que pode sempre ter uma maior eficiência na afectação de recursos, é hoje manifestamente secundária, em face dos actuais encargos com a Dívida Pública.

É inevitável que haja uma renegociação da Dívida Pública. No mínimo, prazos mais dilatados e taxas de juro mais baixas. E digo, no mínimo, porque eventualmente teremos de ter um perdão parcial de dívida"institucional" parte do FMI. "Atirando ao ar", diria só com um "consistente e sistemático" excedente orçamental entre 3 a 4% do PIB durante um período entre 30 a 40 anos conseguiríamos pagar a Dívida Pública que temos, o que é uma pura ilusão, pensar que o conseguiríamos fazer. Quando foi a última vez que tivemos um ano de excedente orçamental?
JV , 03 Dezembro 2012
...
Funções do Estado:
a espingarda, o bastão, a balança, pôr o povo a contar, a ler e escrever, e a falar inglês e mandarim, e cuidar das mamãs e dos mais velhos.
Assim, os impostos só servem para isto.
O resto é roubo.
Sebastien De Vries , 03 Dezembro 2012
...
Então não é como diz o Sr primeiro ministro - que as funções sociais são a parte de leao do orçamento.
Este Sr - Passos Coelho - servil servidor dos mercados financeiros, pretende fazer-me pagar os roubos que abutres do poder fizeram.
Na verdade, eu não devo nada a ninguém mas obrigam-me a pagar as vigarices que senhores do poder - sabujos de rosto concreto - fizeram e com as quais actualmente se banqueteia em risorts de luxo e a viverem á grande a à francesa....embora haja embecis de muita responsabilidade que afirmem, alto e bom som, que não há corrupação em Portugal.
Quando será que defenestraremos novamente estes miguéis vascocelos que arruinam o país e ofendem o povo português.
Será que isto pode passar sem sangue?
miro , 03 Dezembro 2012
...
O problema não é a falta de dinheiro mas sim a sua má administração, em muitos casos criminosa.

Ainda há um mês discutimos aqui que a Segurança Social perdeu 1,5 mil milhões de euros na bolsa. Dinheiro que devia ter ido para reformas e não foi; note-se até que o facto provocou pouco alarido... os que se estão a servir gostam de comer descansados...
Franclim Sénior , 05 Dezembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político «Refundar» as funções do Estado

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico