In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Espanha corta para metade viaturas oficiais

  • PDF

O governo espanhol anunciou, esta quinta-feira, que vai reduzir para menos de metade a frota de carros oficiais do Estado. Sub-secretários de Estado e directores-gerais vão partilhar a mesma viatura.

A vice-presidente do governo espanhol, Soraya Sáenz de Santamaría, revelou hoje que o Executivo decidiu reduzir em 53% a frota de carros oficiais, uma medida que irá permitir ao Estado poupar até 10,5 milhões de euros.

"Os espanhóis estão a fazer esforços extraordinários para sair da crise. Não se aceita que a Administração Pública não seja capaz de fazer um esforço igual ou maior para gerir, com mais transparência, os dinheiros públicos", disse Sáen de Santamaría, citada pela agência Reuters.

De acordo com a governante, a redução em 53% do número de viaturas oficiais será colocada em prática nos próximos dois anos e os sub-secretários de Estado e os directores-gerais vão passar a partilhar uma viatura, em vez de terem carros individuais.

A resolução do governo prevê também a redução em 17% do número de motoristas ao serviço do Estado e também serão evitadas novas contratações.

Para responder à crise, o governo espanhol tem em marcha um plano de diminuição das despesas públicas e aumento dos impostos, numa altura em que ainda se especula sobre um pedido de ajuda de Madrid à União Europeia.

"Temos que fazer muito mais com muito menos", sublinhou a dirigente.

Patrícia Martins Carvalho | Notícias ao Minuto | 09-11-2012

Comentários (27)


Exibir/Esconder comentários
Estes espanhóis ...
não podem ver nada, que imitam logo as boas medidas politicas do nosso governo...

São uns péssimos alunos. Em vez de seguirem a cartilha merkliana, batem-lhe o pé e depois copiam pelos bons alunos...
Troika-tudo , 09 Novembro 2012
...
Ai se tocam nos nossos. O Carmo vai abaixo
Diretores-Gerais e presidentes dos institutos tragam a vossa viatura para o trabalho, para o hipper e para a praia
Gente decente , 09 Novembro 2012 | url
...
Yo soy chófer de um ministro del reyno de España. Que quedará desempleado con esta decision... Voy a Portugal, obtener el rendimiento mínimo garantizado!
chófer , 09 Novembro 2012
Que horrrrror!
Que falta de gosto! Os representantes eleitos pelo povo, andarem nessa promiscuidade, ou seja sentarem os seus representativos cuzes nos mesmos assentos de coiro de simples funcionários? E PARTILHAREM um motorista! Credo! que falta de moral e de categoria! Isso é quase transformar os motoristas numa espécie de acompanhantes de luxo... Vão com todos!
Ao que isto chegou lá pelas espanhas!
Ao menos que por cá se mantenha algum nível!
Baron Hubert Von Trak , 09 Novembro 2012
...
Tendo em conta os comentários anteriores que falam no uso de carros do Estado para fins privados, só estranho a passividade do MP perante crimes de peculato e epculato de uso cometidos em massa.
Zeka Bumba , 09 Novembro 2012
Abaixo o populismo...
smilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gif
Olhem os coitadinhos dos presidentes de junta de freguesia a andar em "transporte colectivo" comprado para servir o zé povinho... e já agora os g**os da protecção civil obrigados a andar em todo o terreno mesmo para ir ver o glorioso...
Não sejam "invejosos" porque é uma profissão de sacrifício, entrega e serviço sempre ao dispor 24 horas por dia...
Mais acima não sei como é, mas alguém tem que mostrar que cá no Sobado nem todos são pobres...
Lusitânea , 10 Novembro 2012
...
acabem com as viaturas oficiais dos tribunais; alguns presidentes usam e abusam deles para fins pessoais; CONTROLEM BEM!!!!
luisa , 10 Novembro 2012 | url
...
Ó luísa, deve estar a pensar que os que por aqui passam são idiotas.
Os juizes presidentes dos tribunais não têm viaturas oficiais... Só os presidentes dos Supremos Tribunais e Relações têm viaturas e coitadinhas delas, pela antiguidade e pela falta de qualidade e de segurança, até agradecem quando deixam de estar em serviço para poder usar as suas próprias viaturas.
Adelaide , 10 Novembro 2012
...
A luísa deve estar a confundir os juízes presidentes dos tribunais (coitados..., quem lhes dera ter veículos oficiais!) com os directores da CP. Só pode.
http://www.cmjornal.xl.pt/deta...directores
«A CP está a renovar os carros aos seus directores, tendo os veículos começado a chegar quinta-feira à sede da empresa pública que fechou as contas do ano passado com um prejuízo de 289,4 milhões de euros e uma dívida de 3,5 mil milhões de euros. Ao que o Correio da Manhã apurou, são sete automóveis do modelo Renault Fluence, que têm um preço unitário sugerido pela própria marca de 24 850 euros». - Correio da Manhã, 10/11/2012.
LavaMaisPreto , 10 Novembro 2012
... , Comentário com excessivos votos negativos [Mostrar]
...
Exactamente Anti-Advogadagem, a Luísa está farta de os puxar. Enxergue-se Home!

Se a Luísa está farta de os puxar é porque vocês não passam de uma carroça...sim pelos termos que aqui utilizam, não dignificam nada a vossa profissão. Acho que os cortes vos fizeram perder um pouco a dignidade e o moral para falarem...

A Luísa se o disse, e afinal há juízes que utilizam a viatura que não a sua...Seja de onde forem, há. Então mas ganham mais de 3000 euros e não sabem conduzir...corte-se o oficioso, corte-se os ajustes directos mas cortem-se as vossas regalias...

O Estado tem de poupar, se estão mal aproveitem e sejam profissionais liberais...

Queixolas que já cansam...
António , 10 Novembro 2012
...
Cá, os adminstradores da CP (sim, aquela empresa falida e com 3,5 mil milhões de passivo) acabaram d etrocar os seus mercedes novos por outros mercedes ainda mais novinhos...
Jesse James , 11 Novembro 2012
... , Comentário com excessivos votos negativos [Mostrar]
...
"ORDINARICE"
"BREJEIRICE"
"BOÇALIDADE"
dá para responder em Tribunal, de facto. bem como outros epítetos que tenho lido, desgotoso, nesta revista digital. por vezes, sinto vontade de comentar. mas, como se verá seguidamente, rapidamente lhe perco a vontade. fecho a net, saio de casa e vou discutir a bola na taberna.
ex-fp legalmente espoliado , 12 Novembro 2012
...
Caro Antoninho,

Você nesse tom, dito por um Sr. que se apregoa Juiz desceu ao tom mais boçal, esse termo que utiliza...ao mais baixo nível.

Pode ser Juiz, mas não é Lei...Julga-se acima da Lei...Mas que trabalhinhos na Justiça...

Tom insultuoso, boçal, você roçou a indignidade total o que só humilha a vossa classe...

Um conselho...ganhe juízo...
Francisco... , 12 Novembro 2012
... , Comentário com excessivos votos negativos [Mostrar]
...
Sr. Antoninho, também penso que a conversa não era consigo. Apenas constatei um elevado nível...nível baixo para este site de discurso coeso, coerente.

Ao chegar aqui e vi o seu comentário lembrei-me, porque não sair e ir a uma taberna...Você e o António lembram-me aqueles homens a beber o seu copito de tinto e a discutir o penalti.

Há que ser profissional ao escrever-se aqui...A converseta não é comigo mas explano aqui a minha opinião, já que a sua também não foi pedida...

Portanto estando ou não enganado, é consigo...Aqui explano algo coerente.
Francisco , 13 Novembro 2012
...
goste que não goste, sujeita-se à crítica. esta é uma revista digital pública, por isso é o mesmo que, estando num grupo em discussão, alguém que até ali estivesse calado resolvesse falar. se alguém respondesse a esse calado do modo que respondeu, o que lhe chamaria? pois...

ademais, apenas retirei os exemplos da sua intervenção, porque foi a última e pelo seu tom particularmente violento. mas, descanse que não está sózinho. por isso, comecei por ser visita assídua e até participante, mas desisti pelo clima que, insidioso, se foi instalando e inquinando a discussão séria que se pretende aqui ver mantida. assim, vou remeter-me de novo ao silêncio, para seu conforto e de outros que procuram ganhar debates com argumentos baseados em ataques pessoais e não em razões.
ex-fp legalmente espoliado , 13 Novembro 2012
... , Comentário com excessivos votos negativos [Mostrar]
...
Parece-me que andam por aqui comentadores que apenas pretendem desestabilizar. À consideração do Sr. Administrador.
Maria do Ó , 13 Novembro 2012
...
Entendo Sr. Antoninho, mas não nos podemos rebaixar a certos tipos de comentários. Para mais com pessoas ditas formadas como o senhor.
Aliás, a pessoa em causa tem constantes votos positivos o que me leva a crer que o tom mais agressivo de o Antoninho e outros (advogados, juizes, agricultores, economistas), muitas vezes e com razão é mal interpretado, roçando a boçalidade como o senhor disse anteriormente.
O facto de usar a justiça e acusar com esses trabalhinhos em nada abonam em seu favor, visto e bem comentário do fp - ex legalmente expoliado. Pois como o próprio diz, é uma revista digital e comenta-se goste-se ou não. O facto de dizer, que eu não sei se é juiz, e acusar alguém de fazer uns trabalhinhos só porque os comentários não foram abonatórios contra a seu favor, não lhe dão nenhuma autoridade moral, ética ou de razão. Quanto ao último comentário penso que é a minha visão e nenhum disparate como o senhor apregoa. Mudando de assunto:
Ao tópico em causa, se podemos poupar no uso de viaturas porque não fazê-lo? Estamos em tempo de poupanças...e podemos poupar em determinadas e sérias coisas...
A Rpt queixa-se com cortes e a Lusa pq? A CGD idem aspas...vamos todos trabalhar no mesmo sentido e fazer disto um País melhor.
Cumprimentos a todos e reforço que é apenas uma opinião
Francisco , 13 Novembro 2012
...
Tópico encerrado para comentários que não se cinjam ao objecto do item publicado.
Fundamento: Filtros 3.1)., 3.4) e 3.5) das regras de comentários.
Excepção: Invocação de direito de resposta, que será publicado.
Grato pela vossa compreensão.
Administrador InVerbis , 13 Novembro 2012
...
Fransicso,

Bem sei que a conversa não é comigo, mas será que andar para aqui a usar aquelas expressões que o comentador Antoninho referiu para responder a outros comentadores é apenas "comentários que não foram abonatórios"? Ou será antes injúria p. e p. pelo art. 181.º do CP?

Um pouco de honestidade intelectual fica sempre bem.

Eu estou plenamente à vontade para falar, pois ainda não precisei de fazer avisos à navegação (no dia que achasse que me devia queixar, fá-lo-ia sem ter de avisar primeiro). Basta-me ignorar olimpicamente o dito indivíduo.

Por fim, esse argumento dos votos positivos e negativos, vale pelo que vale. Eu também levo sempre com muitos votos negativos e nem por isso deixo de exprimir as minhas opiniões. E, no meu caso, os votos negativos que recebo - tendo em conta que a frequentar este site os juizes e procuradores estão em franca minoria e, como eu, estão-se a borrifar para por os votos positivos ou negativos- só me demonstram que aquilo que eu escrevo dói a muitos. E ainda bem.

Zeka Bumba , 13 Novembro 2012
...
Caro Zeka,

Os votos positivos e negativos exprimem uma maioria que às vezes não podemos ignorar. Pois o site tem inúmeros comentários jocosos tanto da parte de advogados como de alguns juízes e procuradores.

Essa injúria que tanto fala, os indíviduos visados se vierem com esse tipo de argumentação e de "pessoa" coitadinha ou ainda no caso do seu colega que ameaçou com trabalhinhos na justiça em nada vos fica bem. Como ao indíviduo visado o tom insultuoso em nada me parece bem. Mas deixe-me que lhe diga e voltei a reler os comentários e estão bem um para o outro e que em certa medida se rebaixaram.

Agora quer se goste ou não se goste como comentou o pseudónimo ex-fp expoliado e utilizarmos o argumento "quando me chatear meto-vos na justiça" porque sou autoridade = juiz. Eu sinceramente e como cidadão comum achei isso de um fraco espírito crítico. Que me leva a mim a não debater certos comentários vindo de certos pseudónimos virem-me fazer tal ameaça. Os dois cometeram injúria Zeka? Não lhe parece?

Mas mais não comento e vou fazer companhia ao ex-fp expoliado e comentar na Taberna...

Cumprimentos
Francisco , 14 Novembro 2012
...
Pois pois Francisco (que cada vez mais parece ser o alter ego de alguém)
Você acha que tanto eu como o antónio cometemos injúria? Deve estar a confundir-me com outro qualqwuer comentador. Eu apenas disse que no dia que esse sujeito me respondesse da maneira como já o vi responder a outros comentadores (até incluindo o Zeka) iria ter trabalhinhos na justiça. E irá, se assim proceder.
Aliás, esse sujeito só sabe responder com insultos, o que bem dmeonstra a falta de argumentos (e de educação).
Quanto aos votos positivos, é evidente que quem vota positivo num comentário boçal, ordinário e brejeiro só pode ser, no mínimo, tão boçal, ordinário e brejeiro como o autor do comentário.

Nota do Administrador: Publicado ao abrigo do direito de resposta. Reitero consignação anterior. Obrigado.
Antoninho , 14 Novembro 2012
...
Caro Antoninho, o facto de ter utilizado a palavra injúria foi uma constatação. Aliás não faço ideia a quem se refer nesse alter ego, o meu não é concerteza.
Apenas debato a questão em si...e reforço uma última vez que a denominação de ameaça com trabalhinhos na justiça roçou o banal e brejeiro. Isto é uma revista digital penso eu que não é para ter termos insultuosos como o António e ameaças de autoridade como o Antoninho.
Quanto ao Zeka, tivemos um debate saudável e equilibrado.
Fico-me por aqui...
Cumprimentos
Francisco , 14 Novembro 2012
...
Bom dia a todos, já não vinha ao site há algum tempo. E deparo-me com ameças, confesso que fiquei um pouco perplexado ao qual nem vou responder, pois podia ameçar também com queixas, em diversas entidades...

Apenas digo, que quanto aos votos positivos, até estranhei a quantidade deles serem muitos, revelam muitas vezes uma vontade de expressão ainda mais que uma simples opinião. Não sendo ela ordinária como apregoam certos pseudónimos.

Após isto, não vou comentar mais no site sob pena então dos tais trabalhinhos, mas sinto que saio daqui reforçado, com inúmeros votos positivos que me levam a pensar que vários pseudónimos pensam exactamente como eu.

Quanto aos pseudónimos que eu respondo (os tais três), reflictam também nas vossas palavras, nas vossas atitudes por forma a respeitarem um pouco mais a vossa opinião, ou a fazerem ser respeitada.

Aconselho, visto maior parte concordar comigo, "uma opinião mais centrada na vossa opinião e não contra a classe dos advogados que tanto vos tira do sério"

Cumprimentos a todos e até breve, saio deste site bastante mais positivo e com uma personalidade bem vincada, que foi ameaçada mas não destruída. Uma personalidade que não de advogado e que não utiiliza vários pseudónimos.
Saio mais forte...Obrigado à revista digital in verbis.
Sou um campeão...E obrigado a todos pelos votos positivossmilies/grin.gif

Cumprimentos António e nada Mais!!!
António , 15 Novembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político Espanha corta para metade viaturas oficiais

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico