In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Antropólogo gere estruturas da Justiça

  • PDF

A ministra da Justiça, Paula Teixeira Cruz, nomeou um antropólogo para presidente do instituto público que gere o património da Justiça, o Instituto de Gestão Financeira e de Infraestruturas da Justiça (IGFIJ), soube o DN junto de fontes daquele organismo.

Rui Mateus Pereira era o chefe de gabinete do secretário de Estado da Cultura Francisco José Viegas, que abandonou o cargo há um mês alegando motivos de saúde. Doutorado em Antropologia, Rui Pereira foi professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Lisboa e já desempenhou cargos de diretor municipal de Cultura da Câmara de Lisboa e diretor-geral do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas.

O agora presidente do IGFIJ será coadjuvado por Carlos Brito e Joaquim Cardoso. Esta nova direção substitui a equipa presidida por Luís Meneses, ainda nomeada no anterior Governo e que só terminaria o mandato em 2014.

Cabe ao Instituto de Gestão Financeira e de Infraestruturas da Justiça a gestão dos recursos financeiros do Ministério da Justiça e o estudo, conceção, coordenação, apoio técnico e execução no domínio da gestão do património, das infraestruturas e dos equipamentos necessários à prossecução das atribuições cometidas aquele ministério, como é o caso dos tribunais e dos estabelecimentos prisionais, por exemplo.

Diário de Notícias | 21-11-2012

Comentários (6)


Exibir/Esconder comentários
Pelo menos é um Humanista...
... ou deverá ser, pela sua formação profissional e académica.
Mal são os tecnocratas-banqueiros/bancários-contabilistas-financeiros (etc) que, com a ditadura da calculadora, vão ditando os destinos da Humanidade...
Cidadão Preocupado , 21 Novembro 2012
...
...só precisa de saber o que uma dona de casa necessita de saber.

...se vai cozinhar peixe, não é preciso ser zoóloga;
...se vai arranjar lâmpadas para os quartos, não precisa de ser electricista;
Vigilante , 21 Novembro 2012
...
Até me admira não serem sócios de sociedades de advogados convidados para desempenhar tal cargo...
Franco , 21 Novembro 2012
...
Então os altos cargos de direcção não iam ser selecionados por mérito e competência?smilies/grin.gif
Adversus , 21 Novembro 2012
...
Atendendo ao estado de boa parte do património da justiça, devia ser um arqueólogo.
O Clandestino , 22 Novembro 2012
...
Eu acho uma falta de gosto chamar esse nome -antropófago- assim ao senhor! mas ele agora é da Papua- nova Guiné ou anda a comer missionários ?
Ou será que é para petiscar o pessoal lá dos serviços?
estudante universitário , 22 Novembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político Antropólogo gere estruturas da Justiça

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico