In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Advogado detido por fotografar carro de ministro em cima do passeio

  • PDF

Um advogado do Porto fotografou o carro que estava ao serviço do ministro da defesa em cima do passeio e foi detido. Tudo aconteceu perto do escritório que José Pedro Aguiar Branco tem no Porto.

Um Alfa Romeo preto estacionado em cima do passeio poderia não ser suficiente para chamar a atenção e merecer uma fotografia, não fosse o carro ao serviço de um ministro. Um advogado do Porto percebeu que era a viatura de serviço usada por José Pedro Aguiar Branco e decidiu pegar no telemóvel e fotografar o carro mal estacionado. Segundo avança a TVI, o homem foi abordado pelas forças policiais e detido para ser identificado.

António Vilar, o advogado e autor da fotografia, diz que é frequente este carro estacionar naquela zona às segundas e sextas-feiras. O Alfa Romeu pertence à PSP mas estava descaracterizado. Diz a TVI que o ministro pode usar a segurança da polícia mesmo para deslocações privadas, mas a verdade é que o estacionamento ilegal não é permitido nem mesmo aos ministros.

Notícias ao Minuto | 11-09-2012

Comentários (15)


Exibir/Esconder comentários
!
E seria tão facil a um ministro dispor de alguns espaços de estacionamento privativo!
É um arrogante desprezo pela sociedade!
Kill Bill , 11 Setembro 2012
...
Ora aí está mais um que é advogado e ministro ao mesmo tempo (sempre o foi quando era deputado).
Que estaria ele a fazer no escritório....
Anda Marinho, estás de férias...estás a tratar de um "taxo" ou andas confuso .... smilies/cool.gifsmilies/cool.gifsmilies/cool.gifsmilies/cool.gifsmilies/cool.gif
duplo emprego..... , 11 Setembro 2012
Mais um de cara de pau.
Esta é a prova que estes sujeitos (des)governam este país em part-time. O resto do tempo andam a tratar da sua vidinha e a cuidar do tempo que vier a seguir ao seu (des)governo.
A este, enquanto no exercicio da sua actividade liberal de advogado, qual foi o esforço exigido para fazer face ao deficit? Que austeridade lhe coube?
Mas todos os dias desrespeita os funcionários do seu ministério e os militares.
E o Zé povinho que se lixe.
Luis , 11 Setembro 2012 | url
...
Mais um exemplo de falta de capacidade para aplicar as leis que punem os políticos.
O art. 21º nº 1 da Lei 34/87 é claro:
Peculato de uso
1 - O titular de cargo político que fizer uso ou permitir a outrem que faça uso, para fins alheios
àqueles a que se destinam, de veículos ou outras coisas móveis de valor apreciável que lhe tenham
sido entregues, estiverem na sua posse ou lhe forem acessíveis em razão das suas funções será punido com prisão até dezoito meses ou multa de 20 a 50 dias.
Maria do Ó , 11 Setembro 2012
...
Não se pode fotografar um automável estacionado na rua?
Os agentes que detiveram o fotografador podem fazer o que lhes der na gana?
Pelo que vejo sim. Todavia, para ver se os magistrados judiciais acham que sim, se fôra eu, apresentaria queixa crime por detençãp ilegal.
Barracuda , 11 Setembro 2012 | url
...
Será que um pópó também pode ser titular do direito fundamental à imagem? Qual foi o crime???

Palpita-me que temos uma contraordenaçãozita (pópó parado em cima do passeio) e um crimezito de detenção ilegal...

Não será?
Zeka Bumba , 11 Setembro 2012
Advogado corajoso não se acobarde agora!
Caro Advogado que quis fotografar ou fotografou o dito carro:

Vá em frente, queixe-se agora da actuação dos Polícias e exija o que a Lei lhe permitir!
Fez bem e fará bem!
Toureiro , 11 Setembro 2012
Parabéns ao agente de "austeridade"!
As pessoas que passaram a menos de 5 metros do carro deviam ser todas presas.
Então não iam atropelando o carro do Sr. Ministro?

smilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gif
Herr Flick, von GESTAPO , 11 Setembro 2012
A Agá! a A!gá
Atão os senhores defensores dos pseudo-policias que ATACAM cidadãos que GRAVAM COISAS ficam MUDOS?
É a costumeira cambada de pseudo-autoridade!
E depois ainda~há uns cretinos que cham que isto é " anti-policia" !!!!
Pedro Só , 12 Setembro 2012
...
E agora é comer e calar
ribas , 12 Setembro 2012 | url
...
O sr. Ministro estava no escritório da sociedade a que pertence...
Mas, segundo o site da OA, o sr. Ministro tem a sua inscrição suspensa... Onde anda a OA? E o MP?

E pelos vistos, o sr. António Vilar foi apenas identificado, o que é diferente de ser detido... Mas um pouco de publicidade adicional nunca faz mal a ninguém...
Justice for All , 12 Setembro 2012
Um Alfa ultra-secreto
e uns polícias à americana. Não convinha saber-se que o ministro vai buscar trabalho ao escritório. Realmente, a pasta da defesa em tempo de paz não lhe ocupa muito tempo... Por isso, podem cortar-lhe metade do vencimento de ministro!!!
Um ressabiado , 12 Setembro 2012
Uma questão?
Tenho uma questão:

Se um carro estiver estacionado em cima no passeio, lugar por onde circulam as pessoas e não só... eu pergunto, no casso de um cidadão tiver que descer do passeio para prosseguir caminho, contorna o carro pela rua, descendo assim do passeio, no entanto acaba por ser atropelado por um outro automóvel que ia na estrada!
Eu pergunto de quem é a culpa?
Do cidadão, ou do dono/reponsável da viatura estacionada no passeio?
Será que o dono da viatura pagará a multa por estar mal estacionado?
O cidadão atropelado, é multado por ter sido irresponsável e ter descido do passeio e contornar a viatura que estava no passeio!?
E o carro que atropelou se ficar com danos quem paga?

Ora bem podem parecer caricatas e ridiculas as questões mas que para mim fazem muito sentido?

Quanto actuação da policia à moda e estilo texana, já não me supreende!

Quanto à atitude do sr. ministro é dentro da moral educacional dele do eu quero posso e mando!
Cavalaria 4 , 13 Setembro 2012 | url
...
Dois conceitos:

A) anti-polícia - indivíduo que é sempre contra as atuações da polícia, mesmo que sejam no cumprimento do dever de proteger a segurança dos cidadãos (aliás, direito fundamental previsto na CRP) contra a atuação dos criminosos. Pelo menos, em alguns casos, vá-se lá saber por quê tanta incomodidade.

B) Pró-polícia - indivíduo que apoia as atuações da polícia no cumprimento do dever de proteger a segurança dos cidadãos (aliás, direito fundamental previsto na CRP) contra a atuação dos criminosos. Porém, já não apoia as atuações da polícia em casos como os da notícia e critica duramente quem assim procede, pugnando pela sua punição exemplar.

Zeka Bumba , 14 Setembro 2012
Definições!
Olha olha
Essa definição do Zeca é gira! mas eu corrijo:

A) anti-policia: Individuo dotado de grande sentido de cidadania que fizcaliza os procedimentos policiais denunciando e evitando abusos e procedimentos criminosos perpetrados por individuos fardados que em caso algum estão autorizados a cometê-los!

B) Pró-policia : Individuo que gosta de ver policias que vestem T Shirts que dizem "A LEI SOU EU" e que enquanto exitirem uns energumenos de cabeças mais ou menos rapadas a quem indevidamente foram dadas umas fardas que lhe autorgam o direito de supor que podem andar por aí a controlar o pessoal á sua vontade, tormando desnecessária a existencia de um sistema de justiça e de leis e regras sociais que ele proprios apelidam de garantismo que só serve para empatar!
Pedro Só , 14 Setembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político Advogado detido por fotografar carro de ministro em cima do passeio

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico