In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Horas extras são devidas à Judiciária

  • PDF

O Conselho da Europa reconheceu o direito dos elementos da Polícia Judiciária a uma remuneração majorada pelos serviços de prevenção activa e piquete – contrariando o que está definido actualmente pelo Estado Português, em que cada hora extra é paga a 1,42 euros.

A decisão surge na sequência de uma acção colectiva apresentada pela Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (ASFIC/PJ) .

Segundo o relatório do Comité Europeu dos Direitos Sociais, a legislação portuguesa que rege o pagamento de todo o trabalho extraordinário na Judiciária viola o previsto na Carta Social Europeia – o Estado terá de adequar as normas em vigor.

Esta decisão será analisada já no próximo dia 19, numa reunião entre os representantes da ASFIC/PJ e a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz.

Correio da Manhã | 27-03-2012

Comentários (0)


Exibir/Esconder comentários

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Agentes Públicos Órgãos Polícia Criminal Horas extras são devidas à Judiciária

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico