Falta de pagamento corta água em parque da PSP

Há cerca de uma semana que o parque de viaturas da PSP de Setúbal não tem abastecimento de água. A empresa camarária que fornece as instalações policiais procedeu ao corte de abastecimento devido a falta de pagamento, o que está a obrigar a PSP a lavar os carros-patrulha e os veículos de serviço de oficiais em lavagens privadas.

Fontes da PSP de Setúbal disseram ao CM que o parque de viaturas em causa fica situado nas imediações do Hospital de São Bernardo.

"Trata-se de instalações usadas para parquear carros-patrulha, viaturas de serviço entregues aos oficiais da Divisão de Polícia, bem como viaturas apreendidas", explicou uma das fontes. O recinto é guardado, em permanência, por um agente fardado.

O pagamento da conta de água fornecida a este parque não é saldado há vários meses, o que levou a empresa Águas do Sado a enviar, na semana passada, um piquete ao recinto policial para cortar o abastecimento. "Os agentes que lá prestam serviço estão a trabalhar sem água, e a lavagem das viaturas policiais está a ser feita noutros locais", referiu um responsável policial.

Fonte oficial do Comando da PSP de Setúbal confirmou a situação ao CM, alegando que a "falta de pagamento que originou o corte de abastecimento se ficou a dever a problemas burocráticos, que estão já em resolução", concluiu.

Miguel Curado | Correio da Manhã | 26-08-2012