In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Cortes limitam trabalho nos postos da GNR

  • PDF

Os militares da GNR estão impedidos, desde o início desta semana e por ordem do Comando Geral, de efectuarem o reboque de viaturas furtadas, bem como não podem, até ordem em contrário, realizar inspecções dos carros-patrulha e gastar dinheiro em serviços como a limpeza dos veículos.

Em causa está a necessidade de serem efectuadas poupanças, para que sejam cumpridas as metas orçamentais estipuladas para este ano. A situação, imposta pelo Ministério das Finanças, está a deixar os militares muito revoltados. Na terça-feira, uma patrulha de um posto do Destacamento da GNR de Gaia foi forçada a ficar durante 11 horas junto a um veículo que tinha sido furtado.

Impedidos de rebocarem o carro - que estava sem pneus, pelo que não podia ser conduzido -, os militares tiveram de esperar que a proprietária tivesse disponibilidade para ir buscar a viatura.

Ana Isabel Fonseca | Correio da Manhã | 19-10-2012

Comentários (2)


Exibir/Esconder comentários
...
Ao ponto a que chegamos, quando uma viatura furtada e localizada deve ser rebocada para local seguro para inspeção judiciária para se aferir de se terá sido usada para crimes violentos e saber quem a usou, lá se vai a investigação criminal e a recolha de indicios.
Depois as viaturas dos OPC's devem estar limpas e asseadas para a prosecução do serviço público até porque muitas vezes cidadãos são transportados nesses carros até para o próprio bem estar dos OPC's que se fazem transportar nessas viaturas.
Penso que cada membro do Governo deveria ter apenas uma viatura oficial, julgo que assim se pouparia mais, e deveria ser cortado as mordomias dos ex-PR por estarmos num estado emergência.
sauer , 19 Outubro 2012
...
Será que chegámos a tal ponto? Então o condutor já não mantém a viatura de serviço devidamente limpa? Qlhe que a dita do CMD até brilha.
Apalermado , 22 Outubro 2012 | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Agentes Públicos Órgãos Polícia Criminal Cortes limitam trabalho nos postos da GNR

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico