In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Funcionário judicial de Anadia agredido

  • PDF

A GNR de Anadia deteve, esta sexta-feira, dia 10, às 15.30 horas, no interior do Tribunal daquela cidade, um homem, de cerca de 50 anos, natural de Avelãs de Caminho, por ter alegadamente agredido um funcionário judicial, após ter saltado o balcão da secretaria, disse, ao JN, fonte da Guarda.

De acordo com a mesma fonte, "o agressor terá agido num quadro de desespero". "Ter-lhe-ão pedido dinheiro para pagar uns documentos que ele terá solicitado ao Tribunal e o homem, a quem já penhoraram todos ou quase todos os seus bens pessoais - inclusive a própria casa -, perdeu a cabeça e agrediu o funcionário do tribunal", contou a fonte da GNR.

Uma patrulha da GNR, com o apoio de militares à civil, deteve o indivíduo, que aguarda julgamento sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Jornal de Notícias | 10-08-2012

Comentários (8)


Exibir/Esconder comentários
...
O abandalhamento dos tribunais aos olhos da populaça com a conivência das cúpulas de ambas as magistraturas e, desde os últimos tempos, da ASJP (quanto lamento dizê-lo!) é a grande causa disto!

Sempre houve gente a agir "num quadro de desespero". Porém, ninguém ia para o tribunal agredir um funcionário que lhe dissesse que teria de pagar a certidão ou as cópias!

A minha solidariedade para com este funcionário!
Zeka Bumba , 10 Agosto 2012
...
Zeka Bumba: concordo inteiramente com o que disse. Só lhe faltou referir que o abandalhamento dos tribunais também se deve, e muito, ao indivíduo que ocupa o lugar de BOA, que não perde uma oportunidade para aviltar quem neles trabalha, especialmente os juizes.
E também convém não esquecer que para esse abandalhamento também contribuiu o Sr. Pinto de Sousa, no seu famoso discurso de posse em 2005, a propósito do privilégio dos juizes que tinham 3 meses de férias.
Indignado , 11 Agosto 2012
...
Caro Indignado, tem toda a razão. PORÉM, como em tudo, a culpa é sempre mais de quem deixa fazer do que quem faz. Tivessemos nós todos, magistrados, reagido como se impunha e esses dois cavalheiros teriam posto imediatamente a viola no saco. Só que isso não aconteceu. E foi pena!
Zeka Bumba , 12 Agosto 2012
...
A minha total solidariedade para com o funcionário agredido. Sem dúvida uma das profissões ligadas aos tribunais mais exposta em virtude das suas funções exigirem contacto de proximidade com o público muitas vezes em situações delicadas e sem qualquer "rede" de segurança por trás.

JVC , 12 Agosto 2012
...
Lamento a agressão.
Mas pergunto-me: se ao agressor "já penhoraram todos ou quase todos os seus bens pessoais - inclusive a própria casa ", porque só agora agrediu?
O funcionário não se terá posto a jeito?

Faço-me estas perguntas... pois conheço gente que trabalha no atendimento em vários serviços do Estado, e que são umas autênticas b***as... Mas enfim... oxalá esteja enganado e o funcionário judicial em causa seja um herói.

Em todo o caso, por ser o que mais me aflige, formulo votos que termine o calvário para o homem de Avelãs de Caminho; que consiga resolver os problemas e recupere todos os seus bens!!
Franclim Sénior , 12 Agosto 2012
...
Caro Franclim,

Se o funcionário se tivesse armado em "cavalgadura", escreve-se no "livro amarelo", participa-se disciplinar ou até criminalmente...MAS NÃO SE AGRIDE!

E desde quando alguém, por atentder mal, se põe a jeito de ser agredidi? Poderá pôr-se a jeito de uma participação disciplinar ou criminal, mas não de uma murraça ou coisa do género.

Pelo menos, é assim que manda o civismo.
Zeka Bumba , 12 Agosto 2012
...
Será que foi julgado em sumário....ou como se costume passou a comum?
Valmoster , 13 Agosto 2012
...
Prezado Sr. Dr. Zeka Bumba, desculpe só agora responder; por vezes desligo-me.
Concordo consigo; acontece que infelizmente alguns só respeitam quando temem, e quando não temem... abusam. E creio que quem se pauta por total civismo não faz vida.
Cordiais saudações.
Franclim Sénior , 19 Agosto 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Agentes Públicos Oficiais de Justiça Funcionário judicial de Anadia agredido

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico