In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Procuradores rejeitam trabalho suplementar não remunerado

  • PDF

Num parecer à reforma do mapa judiciário, a que chama "ambiciosa", o sindicato lembra que a instalação de comarcas experimentais levou a atrasos significativos nos processos.

Os magistrados do Ministério Público estão contra o trabalho suplementar não remunerado. Diz o sindicato destes profissionais que o novo mapa judiciário prevê isso mesmo, desde que o trabalho seja feito dentro da mesma comarca.

No parecer a esta reforma, enviado aos órgãos de comunicação social, o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) recusa que sejam atribuídas funções adicionais aos procuradores e que a regra seja a do não pagamento.

No mesmo documento fala-se na mobilidade dos recursos dentro da comarca e da gestão dos processos por objectivos, duas regras que podem, segundo o sindicato, ser contraproducentes e violar a autonomia dos magistrados.

Por fim, o mesmo documento adianta que a reorganização dos tribunais portugueses é ambiciosa e pode potenciar elevados riscos se não for feita de forma cuidada e com os necessários suportes informáticos.

O sindicato lembra que a instalação das três comarcas experimentais em 2009 fez com que os processos só pudessem começar a ser despachados normalmente mais de um ano depois.

Renascença | 02-08-2012

Comentários (1)


Exibir/Esconder comentários
...
Trabalho suplementar e não remunerado?????? Deixem-me rir!
Ah... , 05 Agosto 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Magistrados: Ministério Público Procuradores rejeitam trabalho suplementar não remunerado

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico