In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Uma reforma de 3000 euros é milionária?

  • PDF

"Porque é que um ministro tem de viajar em classe económica? Onde é que uma reforma de 3 ou 4 mil euros é milionária? Temos de nos deixar desta porcaria de populismos", disse o patrão do Pingo Doce.

“Uma coisa muito importante é que se acabe de uma vez por todas com esta mania nacional dos salários dos ricos, dos salários dos quadros, e coitadinhos de nós que temos de viver com mil euros. Não é nada disso”, afirmou Alexandre Soares dos Santos, questionado sobre a forma como deviam agir os gestores e responsáveis portugueses.

O presidente do grupo Jerónimo Martins defende que são necessárias políticas salariais adequadas, porque os trabalhadores devem sentir que são devidamente recompensados pelo seu trabalho. “Temos de ter políticas salariais onde as pessoas que trabalham na companhia sintam que o produto do trabalho também vai para eles. Todos nós temos o desejo de viver melhor. Em Portugal não existe isso".

“Chamam reformas milionárias a um tipo qualquer que trabalhou toda a vida e tem uma reforma de três ou quatro mil euros. Onde é que isto é milionário? Temos de incentivar as pessoas a mais e a melhor. Temos de nos deixar desta porcaria de populismos, que temos de andar de autocarro, e essas coisas. Cada um anda como quiser. Porque é que um ministro tem de viajar de classe económica? Não é isso o que interessa a este país. O que interessa é que os governantes usem o dinheiro dos nossos impostos a nosso favor”, explicou.

As declarações de Soares dos Santos foram proferidas na apresentação de resultados de 2011, ano em que a Jerónimo Martins aumentou os lucros de 2011 em 21% para 340 milhões de euros.

Ria Faria | Jornal de Negócios | 07-03-2012

Comentários (15)


Exibir/Esconder comentários
...
Concordo quando diz que "são necessárias políticas salariais adequadas, porque os trabalhadores devem sentir que são devidamente recompensados pelo seu trabalho. “Temos de ter políticas salariais onde as pessoas que trabalham na companhia sintam que o produto do trabalho também vai para eles".

Não sei é se o pratica ou ajuda a implementar! Será que foge "à regra" do salário mínimo. Não sei.

Também concordo com reformas justas e isso não significa que tenham que ser baixas (pode significar muito bem o contrário). Não é coerente que se penalize quem trabalhou e descontou uma vida para esse efeito.


Já o uso do dinheiro dos impostos a nosso favor pode e deve implicar contenção de gastos perfeitamente supérfluos pelos nossos governantes. Não digo que um governante deva viajar no porão, até pela dignidade e representatividade do cargo. Mas é inadmissível impor-se ao povo restrições e vermos por aí anunciadas e denunciadas despesas de representação e de deslocação efectivamente milionárias....Seguramente que não a meu favor, mas, sem dúvida, com o dinheiro dos impostos que também eu pago.
Loki , 07 Março 2012
...
Na essência até concordo com o patrão do Pingo Doce, o problema é que existe muita gente que ganha só salário mínimo por muito vontade tenha de progredir na carreira, tendo passado a ser desígnio nacional baixar o custos de produção, baixando os salários, quando o problema existe essencialmente ao nível de organização e aplicação de modelos de gestão ultrapassados, é sabido que não é por falta de trabalho que a produtividade em Portugal é baixa.

Por isso é que reformas de 2, 3, 4 mil euros são milionárias.

Por acaso este senhor até tem razão para falar porque quando aumentaram os impostos fugiu para a Holanda, não tendo sido o único, porque outros antes dele, já se tinham posto ao fresco, porque sacrifícios é para os outros.
XPTO , 07 Março 2012
economizar, moralizar - são as palavras de ordem!...
"Porque é que um ministro tem de viajar de classe económica?"

Se esse võo é pago por mim, eu exijo que o ministro utilize a classe económica!...
É um comum mortal, como qualquer um de nós!...
Chega de pedantismos e novorriquismos bacocos!...
Por estas e por outras é que este país bateu no fundo!...
Peter , 07 Março 2012
...
Claro que não, Sr. Soares dos Santos. Só não se percebe porque é que a maior parte dos trabalhadores do Pingo Doce ganham à volta de 500 e poucos euros.
Falido e mal pago , 07 Março 2012
Suécia - Dignidade!...
Veja-se o caso da Suécia, onde os políticos vivem sem quaisquer luxos ou mordomias, sem contudo perderem dignidade no exercício das suas funções!...

Deixemo-nos de parolices e desculpas esfarrapadas para continuar a esbanjar e a delapidar o erário público em proveito de pseudopolíticos que se servem da política para viver à grande e à francesa à custa do povo que trabalha e mal tem para comer!...

Haja vergonha!...
Giulia , 07 Março 2012
...
Ouvindo este sujeito a falar, palpita-me que qualquer "caixa" ou abastecedor de prateleiras do Pingo Doce "limpa" 4000 euros por mês...smilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gif
Zeka Bumba , 07 Março 2012
"Uma cena que não lhe assiste"
Deixo aqui o mesmo comentário que deixei no Sol:

«Chamam reformas milionárias quando uma pessoa que trabalhou toda a vida e por acaso tem uma reforma de 3 ou 4 mil euros.»

Curioso!
Todas as reformas destas conheço-as sim a pessoas que trabalharam apenas metade dessa "toda a vida".

Não nego que haja pessoas com tais reformas que trabalharam efectivamente toda uma vida, descontando em conformidade.

Mas ou este senhor está che-ché, ou ignora (o que no caso da pessoa de quem se trata não é lá muito desculpável) que a esmagadora maioria das reformas desse tipo são obtidas trabalhando uns anitos (20 ou 30) em empresas públicas, no Banco de Portugal, na Administração da Caixa, na Administração de certos bancos privados, no Parlamento, etc.

[Não sei o que me deu para escrever 20 ou 30. É já o Alzheimer a atacar, de certeza. Queria ter dito 5 ou 6...]

Este é mais um dos que fala de acordo com uma nova moda que a mim me causa asco: fala como se a audiência fossem os analfabetos da 1ª República!

Caríssimo Senhor: eu ainda sou do tempo em que se ia comprar maçãs ao Pingo Doce e elas não apodreciam ao fim de 3 ou 4 dias em casa ao ar livre!
Idem com as bananas, que as pode meter no lixo!

"Pingo Doce, já não dá!" - este é que deveria ser o slogan cantado da sua empresa.

Deixem o Pingo Doce e façam compras na mercearia ou no mercado.

«Não está a roubar ninguém. Está a ter a reforma que o Estado disse que tinha se descontasse.»

Argumentação saloia! Então a Sra. Presidente da Assembleia da República, que depois de trabalhar no Tribunal Constitucional 10 ou 12 anos ou lá o que foi, fica com uma reforma que a seguinte notícia documenta:

http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=34253

essa Senhora, dizia eu, não está a roubar ninguém, não é?

Bem, há roubar e "roubar". Cada um escolhe as palavras segundo os seus valores. O pai deste senhor certamente lhe ensinou que roubar é feio. Mas se for autorizado por lei, está tudo conforme. A noção moral de "roubar" é - para utilizar uma expressão giraça - "uma cena que não lhe assiste".

LOL!
Gabriel Órfão Gonçalves , 07 Março 2012
PINGO AMARGO

Por aquilo que eu sei - porque me contam - os ordenados pagos aos empregados do pingo doce ...
são um autêntico dó de alma!

Bem prega, pois, Frei Tomás!...

Enfim, mais um pingo amargo ... neste inverno do nosso descontentamento...
António , 08 Março 2012 | url
Suécia - Take 2
"Porque é que um ministro tem de viajar de classe económica?"

OS MINISTROS DEVEM VIAJAR EM CLASSE ECONÓMICA E PONTO FINAL!...
Giulia , 08 Março 2012
...
Pois eu cá:
a) concordo completamente com estas ideias do presidente do Grupo Jerónimo Martins;
b) acho que o mais bonito da Democracia e do Estado de Direito é qualquer macaco poder desancar à vontade qualquer pessoa de enorme sucesso pessoal, familiar, empresarial, etc;
c) repositor de prateleiras é, além de uma digníssima e muito útil profissão, umas das mais desqualificadas que existem no mundo ocidental; felizmente que, quando alguns dos comentadores deste forum derem em empresários, pagarão a todos os seus funcionários salários de 4.000 euros por mês, desde os porteiros aos funcionários de limpezas;
d) do que sei, o Grupo Jerónimo Martins também paga salários de 4.000 euros e mesmo mais a muitos funcionários;
e) conheço pessoalmente duas pessoas que começaram a trabalhar como caixeiras de supermercado dessa empresa e hoje ganham mais de 4.000 euros mensais, continuando a trabalhar lá;
f) não tenho qualquer interesse no Grupo Jerónimo Martins e até faço as minhas compras no Continente, porque gosto de "talões, cartões e complicações", desde que tenha um descontozinho;
g) acho divertidíssimo ver o nosso bom e velho Portugal em acção, sempre entusiasmado com o sucesso alheio, em muitos dos comentários anteriores.
Juiz , 08 Março 2012
...
O boss da Jerónimo Martins tem toda a razão.
O problema é que este bom povo português tem um conjunto de qualidades únicas, entre as quais se destacam a inveja, o ressentimento e o ódio aos bem sucedidos. Numa linha, é assim: "eu levo uma vida de m***a, e por isso fico furioso quando vejo outros viver melhor do que eu..."
Quando se vê na capa de jornais populares a referência cómica a "reformas milionárias" ou "salários milionários" de 4 mil euros, ficam duas coisas por perceber:
1. Como qualificar reformas e salários de 100.000 e mais euros ? Deixa de haver adjectivos suficientemente expressivos para tal.
2. Será o autor da notícia atrasado mental e desconhecedor da realidade ? Ou será que, pelo contrário, conhece muito bem os leitores que tem, e dirige-se aos seus instintos mais execráveis ? Eu voto na segunda explicação.
E esta mentalidade colectiva pantanosa é tão fácil de excitar e manipular que volta e meia, na nossa história, surge um político incompetente, desonesto e sem escrúpulos, mestre na demagogia, que fala sobretudo a esse eleitorado, coloca portugueses contra portugueses, consegue ser eleito e afunda o país.
Soa alguma campainha ?
Hannibal Lecter , 09 Março 2012 | url
...
Caro Juiz, conhece aquela canção do Jorge Palma? «Deixa-me rir, que esssa história não é tua...»smilies/grin.gifsmilies/grin.gif
Falido e mal pago , 09 Março 2012
...
Ora, nem mais, Hannibal Lecter! O que verdadeiramente incomoda 9 milhões de portugueses não e viverem mal, mas sim terem de ver e conviver com pessoas que vivem melhor do que eles!
Caro falido: devolvo-lhe uma canção dos REM "Living well is The Best revenge".
Juiz , 09 Março 2012
Ordenado Minimo!
Não se esqueçam das grandes diferenças !
No "supermercado" o prêço é igual para todos!
-----
povo , 12 Março 2012 | url
Injustiça
É milionária? É!
A suiça que é um país que não se pode dizer que tenha dificuldades limita as reformas a 1700€, para salvaguarda da segurança social.
deve ter-se em conta que grande parte delas é atribuida abaixo do limite legal da idade da reforma.
A maioria da massa trabalhadora não vai ter acesso a a este tipo de reformas e ainda tem que trabalhar para as manter.
Quando não há dinheiro para pagar almoços a crianças em idade escolar, sim são milionárias.
Estas mesmas crianças vão chegar a adultas e ainda vão trabalhar para pagar os beneficios adquiridos.


Ignorante , 06 Setembro 2012 | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Direito e Sociedade Uma reforma de 3000 euros é milionária?

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico