In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Acção pela Justiça

  • PDF

A reacção popular ao anúncio das novas medidas de austeridade, nomeadamente através das manifestações de sábado, deve ensinar a quem apenas sabe economês ou financês que um dos valores mais fortes dentro de cada um é o da Justiça e que a sua procura é das maiores forças mobilizadoras das pessoas. Desde sempre, a luta contra a injustiça tem sido a grande impulsionadora de mudança social. A base da sociedade é a Justiça!

Os acontecimentos dos últimos tempos também revelam que pouco interessa ter direitos sem a sua efectivação prática e que esta só existe com tribunais independentes e actuantes. Sem isto, leis são apenas tinta sobre papel, miragens num deserto de descrença.

É determinante o papel do MP para a intervenção dos tribunais na concretização dos direitos e para a extensão da lei a todos, incluindo os detentores de poder político ou económico, ou seja, para a existência de Justiça. A vontade, determinação e capacidade para levar o MP a assumir eficazmente todas as suas funções como defensor da Constituição e do Estado de Direito devem ser critérios determinantes na escolha do próximo PGR.

Rui Cardoso, Presidente SMMP | 17-09-2012

Comentários (3)


Exibir/Esconder comentários
...
Como ensinou Cícero, em De Officiis, a Justiça é que move o Homem e ela traduz-se em dar a cada um o que lhe é devido (suum quique tribuere). O conceito de Justiça desta malta é roubar à maioria para dar a uma imensa minoria...
Jesse James , 17 Setembro 2012
...
Boa Tarde!

O problema é que o povo clama pela justiça material, e renega a justiça formal, a qual é por si encarada como um entrave à "verdadeira justiça".
Daí não se estranha a forma tão negativa como encaram Advogados, Magistrados do MP e Magistrados Judiciais, os quais são os verdadeiros inibidores da sua (povo) justiça.
Quantas decisões judiciais são formalmente inatacáveis, mas onde sobra uma sensação de não se ter feito justiça, a tal que é adivinhada como "verdadeira"?
E esta dúvida é mais uma acha para a fogueira depressiva do cidadão que, a dado trecho, perdeu a confiança na Justiça, pois teme que se tiver um caso, o mesmo seja adulterado em nome do formalismo.
Não será?
Orlando Teixeira , 17 Setembro 2012 | url
...
Meus amigos o que aconteceu Sábado foi brando.
Foi um passeio com os meninos.
Vamos ver a continuidade para o futuro.
Ai Ai , 18 Setembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Opinião Artigos de Opinião Acção pela Justiça

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico