In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

asfixiados pelo chamado interesse nacional

  • PDF

Comentário de Constança Cunha e Sá na TVI24 Constança Cunha e Sá considera que «não era fácil para o Presidente da República mandar o Orçamento para o Tribunal Constitucional e que não entrasse em vigor em 1 de Janeiro», mas frisa que essa é mais uma das formas por que «estamos a ser asfixiados pelo chamado interesse nacional».

No comentário político desta quarta-feira, Constança Cunha e Sá disse que «era preferível mudar a Constituição a dizer vamos fingir que não existe Constituição porque as medidas de ajustamento não cabem na Constituição».

Também por isso, disse que «era preferível a fiscalização preventiva do Orçamento porque mais uma vez o Tribunal Constitucional vai ser confrontado com um facto consumado».

«Isto não é forma de funcionar», frisou Constança Cunha e Sá explicando que «não podemos estar constantemente a usar o Tribunal Constitucional como uma arma para a falta de ajustamento do país».

Agência Financeira | 20-12-2012

Comentários (0)


Exibir/Esconder comentários

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Opinião Artigos de Opinião asfixiados pelo chamado interesse nacional

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico