In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

O juiz e o jornalista

  • PDF

Araújo de Barros - "O juiz agrediu-me na cara até sangrar" afirma o ofendido. A notícia está ilustrada com uma fotografia do juiz, tirada à sorrelfa, à porta do tribunal. Ninguém deve agredir. Muito menos um juiz. Ainda por cima, na cara. Até sangrar. Esta notícia promete. É lida. Vende.

Só porque foi um juiz a agredir. O mau jornalista, o que quer vender, pouco se preocupando com a verdade do que conta, fica-se por aqui.

E, precavendo-se, esclarece que mais não faz do que transcrever as declarações do ofendido. Mas, porque é mau jornalista, não dá a notícia toda. Reporta-se a um julgamento. Que, como todos sabem, começa com as declarações do arguido. Só depois sendo ouvido o ofendido. Onde é que está relatado o depoimento do juiz ? Não interessa. Quer porque já não é tão notícia.

Quer porque poderia estragar a "boa" notícia. A que vende. Está claro que este juiz será punido. Se o merecer. Por isso é que está a ser julgado. Quanto ao mau jornalista, duvido que seja sequer censurado. A notícia que descrevo foi publicada neste jornal. Lamento.

Araújo de Barros, Juiz Desembargador | Correio da Manhã | 15-07-2012

Comentários (13)


Exibir/Esconder comentários
...
"Não deixar que a verdade estrague uma boa história". É este, infelizmente, o lema de muito do jornalismo que se faz actualmente. Com custos para todos: para a democracia e liberdade de expressão, para os visados e para a própria credibilidade do jornalismo.
JMS , 15 Dezembro 2012
...
E porque é que aparecem juízes a escrever colunas neste jornal? Acabam por o credibilizar e, por arrastamento, as restantes notícias que publica.
O apelo dos media é mesmo muito forte.
E a vaidade ainda maior.
Deixem de escrever nestas coisas. Deixem de usar a profissão de juiz para aparecerem fora dos locais onde essa profissão é exercida: o tribunal.
Querem escrever nos jornais? Escrevam, mas não com a muleta se serem juízes.
GMT , 15 Dezembro 2012
...
Bem escrito. Independentemente do Coelga ser culpado, pois que então seja punido.
Sun Tzu , 15 Dezembro 2012
O que me espanta
A mim o que me espanta é que um juiz gaste o espaço que lhe é dado como juiz para ser comentador! Tá bem. Eu para a semana vou fazer de juiz...
João Marcelino , 15 Dezembro 2012
Era assim que eu gostava de falar
Era assim que eu gostava de falar: em poucas palavras dizer muito, ou, pelo menos, uma ideia profunda! Mas não consigo: sempre que falo, com gravata ou com os pelos do peito a espreitarem fora da camisa, falo, falo... e nada digo!
Miguel Re---- , 15 Dezembro 2012
...
Ó "João Marcelino", "o espaço que lhe é dado como juiz "? Estava à espera do quê? Que o juiz utilizasse este espaço para publicar os acórdãos?
Top Chef , 15 Dezembro 2012 | url
...
Estes "jornalistas" são do tipo cobardola: dar canelada e fugir.
Era tão bom poder malhar em alguém que "não pudesse" responder, não era, João Marcelino?
Digo , 16 Dezembro 2012
O homem que mordeu o cão...
"Só porque foi um juíz a agredir"!
Sim. É isso que faz a noticia, qualquer que seja a causa da agressão.
Se agrediu enquanto cidadão, por ter sido ofendido, ameaçado, ou em legitima defesa, está mal. Fica mal a um juíz. E porquê? Porque um Juíz dispõe de outros meios de fazer justiça que o comum dos cidadãos não dispõe!
Se agrediu na sua qualidade de juíz será mais trágico.
De qualquer forma evidentemente que juíz ou não, humano é humano. E não conheço quem não tenha já perdido a cabeça....
Kill Bill , 16 Dezembro 2012
...
Claro, Kill Bill, o juiz tem outras responsabilidades e obrigações.
Já direitos ou contrapartidas, aí pode ser tratado abaixo de cão.
Digo eu , 16 Dezembro 2012 | url
Digo eu agora.
Carissimo Digo eu.
Não me diga que agredir quem quer que seja é um direito ou uma contrapartida!
Deixe-se de amarguras fadisteiras e encare as coisas como elas são. Todos temos o direito á depressão dos tempos que correm, mas isso cura-se com uns tintos... smilies/grin.gif
Quanto ao abaixo de cão , parece-me que andamos todos a sofrer esse tratamento...
Mas talvez a revolta dos cães esteja próxima...smilies/cool.gifsmilies/cool.gifsmilies/tongue.gif
Kill Bill , 16 Dezembro 2012
...
Caro Kill Bill, agredir quem quer que seja? Acha que isso é um direito? Só pode, para configurar essa hipótese.
Quanto aos tintos, noto que já iniciou o tratamento.
... , 16 Dezembro 2012
... !
E que tal saber ler? Esse sim , é um direito.
Kill Bill , 17 Dezembro 2012
...
Não sei se o colega agrediu ou não nem se, tendo agredido, o fez porque sim ou em legítima defesa. Na realidade, não quero acreditar que um juiz agrida outrem gratuitamente. Se for em legitima defesa, pode e deve fazê-lo, pois não tem menos direitos do que qualquer cidadão a este nível (daí que gostasse de saber quais os outros meios de que dispõe para fazer face à agressão: "pare em nome da lei", "eu sou juiz e não me pode bater", "isto é crime de of. corp. punível com prisão até 3 anos"???).

PORÉM, se agrediu gratuitamente, espero que seja punido e exemplarmente.

Quanto à notícia e ao modo como foi escrita, é mais um exemplo da tablóidização do nosso jornalismo, mais um exemplo de lixo jornalístico a que chamam informação. Aliás, a desonestidade e a patetice chegam ao ponto de qq referência ao caso do sogro que matou o genro nunca dispensar a referência a que o arguido é filho de uma juíza.
Antoninho , 18 Dezembro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Opinião Artigos de Opinião O juiz e o jornalista

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico