In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Pede-se rapidez nas insolvências

  • PDF

Os administradores de insolvências defenderam a necessidade de maior rapidez nos processos de insolvências e criticaram o "bloqueio" que muitos destes processos têm nas secretarias e nos tribunais, num encontro realizado no Algarve.

A Associação dos Administradores de Insolvências defendeu a necessidade de "diminuir a burocracia e acelerar os processos". "Existem centenas de processos e requerimentos que ficam semanas nas secretarias e não são despachados. É extremamente grave", destaca, numa nota, o líder da associação, José Ribeiro Gonçalves.

"A lógica é recuperar o que for recuperável", mas "o facto de os tribunais não darem resposta nos tempos que a lei prevê não permite essa recuperação", assegurou ainda a associação. A mesma entidade recomendou, por exemplo, que o agente de execução possa consultar "todos os dados fiscais do executado em processo que tenha título executivo válido, sem necessidade de intervenção do juiz", destacando que este pedido de autorização judicial é exclusivamente burocrático e impõe "grande morosidade nos processos".

ionline | 08-10-2012

Comentários (3)


Exibir/Esconder comentários
...
Claro que sim. Os juízes, a quem roubaram cerca de 35% do ordenado anual em 2 anos (e vamos ver o que lá vem) vão trabalhar ainda mais desalmadamente do que até aqui.

Quanto aos administradores de insolvência - pelo que me contam os colegas do Trib. do Comércio - deviam estar era caladinhos.
Zeka Bumba , 08 Outubro 2012
Isto ocorreu em encontro de solicitadores de execução.
Metidos até ao pescoço no pântano na acção executiva (com desaparecimentos de dinheiros à mistura e paralisia completa), ainda têm a lata de vir pedir mais poderes, elemeando ainda mais os tribunais.

A culpa destes fica-se pelo silêncio em face dos desmandos e do caos (e por isso não é pequena, reconheça-se).

Silêncio, não é bem assim, pois a ASJP enviou para lá orador, certamente para abrilhantar o evento e aplaudir enquanto era enxovalhado. E aposto que nem sequer deu conta.

Os meus parabéns ao MJD, pois conseguiram o que prometeram a alguém: fecharam a ASJP. Aguarda-se a extinção.


Haja Ética , 08 Outubro 2012
...
So fala treta este Haja ética

Ao menos cale-se pah, ou ponha o seu nome ai, não se esconda
Treta , 16 Outubro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Profissionais Liberais: Agentes de Execução Pede-se rapidez nas insolvências

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico