In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Ordens ignoram risco de corrupção

  • PDF

As ordens dos Advogados, Médicos, Engenheiros e Revisores Oficiais de Contas ainda não entregaram os seus Planos de Gestão de Risco de Corrupção. Segundo a lista divulgada pelo Conselho de Prevenção da Corrupção, liderado por Guilherme d’Oliveira Martins, das 14 ordens profissionais existentes apenas a dos Psicólogos entregou o plano que estabelece mecanismos que dificultam actos de corrupção.

As ordens profissionais já começaram a ser alertadas para o facto de não possuírem aqueles planos e vão agora receber visitas do Conselho de Prevenção de Corrupção. Também os centros protocolares de formação profissional e associações de municípios irão ser chamados à atenção para a necessidade de adoptarem práticas de prevenção de actos de corrupção.

"São visitas que visam explicar aos dirigentes a importância destes planos e as consequências em que incorrem se não os fizerem", explicou ao Correio da Manhã o secretário-geral do Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), José Tavares, garantindo que também dão "o apoio necessário à sua elaboração".

Os planos de risco são considerados fundamentais para evitar actos de corrupção na administração pública ou com dinheiros públicos. Neste momento, já entregaram planos mais de mil entidades.

Os planos de prevenção identificam dirigentes, departamentos e situações que, nas instituições públicas ou que recebem verbas do Estado, podem evitar actos de corrupção.

Raquel Oliveira | Correio da Manhã | 05-05-2012

Comentários (2)


Exibir/Esconder comentários
...
A maior corrupção é nas sociedades de advogados de Lisboa. Verdadeiros sugadores dos dinheiros públicos. Estão sempre em conferências, passeios e oratórias...E o trabalho? ah!Ajustes directos pois claro. Trabalhas umas hora e facturas 1000 ao Estado...
Andreia... , 07 Maio 2012 | url
...
Coitados dos psicólogos! Também têm uma ordem! E os cantoneiros não? Querem ver que a corrupçao é um estado de espírito. Que raio têm estes nem uma coisa nem outra a ver com a corrupção?
Barracuda , 07 Maio 2012 | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Profissionais Liberais: Advogados Ordens ignoram risco de corrupção

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico