In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2015

Tribunais estão sem verba até para papel

  • PDF

Os orçamentos atribuídos às 23 comarcas, no primeiro ano após a reforma do mapa judiciário, revelaram-se "manifestamente insuficientes" e os tribunais estão sem dinheiro para despesas básicas.

A informação consta dos Relatórios de Atividade dos Tribunais Judiciais de Comarca, divulgados pelo Conselho Superior da Magistratura, segundo os quais na maioria das comarcas não há verbas para papel, material de escritório, produtos de higiene oumanutenção. Em Lisboa, uma das maiores cornar cas,o relatório refe reexpressamente que a "insuficiência .dos recursos financeiros está a colocar em causa alguns serviços face ã escassez de bens essenciais ao seu funcionamento"..

Na rubrica "material de escritório" é mesmo referido que "o saldo está a zeros". O relatório sobre a comarca de Lisboa, que abrange sete municípios – Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Seixal e Lisboa -, explica que há elevadores parados, no Palácio da Justiça e em Almada, caldeiras e detetores de me taisavariados por falta de verba para as reparações. O novo mapa judiciário, autoria da ministra Paula Teixeira da Cruz, entrou em vigor em setembro de 2014.

Sem lâmpadas, autoclismos nem torneiras

No relatório de atividades do Tribunal Judicial da C omarca de Lisboa, presidida pela juíza Amélia Correia de Almeida, lê – -se que "é absolutamente necessário adquirir urgentemente centenas de lâmpadas, arrancadores, torneiras, dobradiças, fechaduras e outros bens " para as casas de banho. É também refe ridoque "não existe stock de contracapas" nem disponibilidade financeira. A situação levouaque, em agosto, fosse pedido um reforço de 235 mil euros à Direção-Geral da Administração da Justiça. Na rubrica "papel", para a qual havia um orçamento inicial de 90 600 euros, foi previsto um reforço financeiro de 75 mil euros.

Ana Luísa Nascimento | Correio da Manhã | 09-12-2015

Comentários (3)


Exibir/Esconder comentários
...
Perante tanta insuficiência, não vejo os responsáveis a tomar atitudes drásticas, como se impõe. Que adianta fazer relatórios e mais relatórios se depois, face ao seu conteúdo concreto (que não questiono minimamente, pois muitas das situações relatadas constato-as no dia a dia), nada acontece?
Indignado , 11 Dezembro 2015 - 16:30:09 hr.
Para o higiénico também?
É risível o estado a que chegamos...
Mas sendo verdade a notícia, é risível que isto seja notícia.
Não há papel, sendo preciso, não há trabalho.
Ponto.
Quando parar tudo, alguém que meta mão nisto.
Agora transformar isto em notícia?

É papel gasto....
Luis Miguel Jesus , 18 Dezembro 2015 - 23:11:28 hr.
Separação de poderes mas dependência de orçamento
Boas o tao usado chavão da separaçao de poderes é como um mistério da Stma trindade!
Para haver uma verdadeira separaçao nao devia haver dependência de orçamento
Nao sao só os casos de faltas de tudo nos tribunais mas tambem falta orçamento para a investigação e la se vai
a dita separaçao? mais uma mentira como tantas outras.
António Ramos , 20 Dezembro 2015 - 00:59:14 hr. | url

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2015, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2015.Para aceder aos conteúdos...

Relatório de gestão da comarca de Lisboa revela falta de dinheiro para impressoras, papel higiénico, envelopes e lâmpada...

Mudança ignorou dúvidas de constitucionalidade levantadas pelos dois conselhos superiores dos tribunais, pela Associação...

Portugal assinala 30 anos de integração europeia a 1 de Janeiro, e três décadas depois de ter aderido à então Comunidade...

Últimos comentários

Atualidade Tribunais Tribunais estão sem verba até para papel

© InVerbis | Revista Digital | 2015.

Arquivos

• Arquivos 2012 | 2013 |2014 |
Arquivo 2007-2011
Blog Verbo Jurídico
(findo)

Sítios do Portal Verbo Jurídico