In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2014

Funcionários do tribunal de São Paulo vão trabalhar em casa

  • PDF

Funcionários do Tribunal de Justiça de São Paulo, o maior do Brasil, vão passar a trabalhar em casa dois dos cinco dias úteis da semana. A medida inédita foi anunciada pelo novo presidente do tribunal, José Renato Nalini, que tomou posse quinta-feira, dia 2, para um mandato de dois anos.

Nalini declarou que, numa época em que muita coisa se faz pela internet, não há necessidade de todos os funcionários estarem no tribunal todos os dias. Segundo defendeu, muitas das tarefas que os funcionários de vários setores têm que desempenhar podem ser pedidas, executadas e enviadas via web.

"Os 55 mil funcionários do tribunal não precisam de ter uma bola de ferro amarrada ao pé para cumprirem rigorosamente o horário nem estarem todos conjuntamente em espaços nem sempre tão confortáveis", argumentou o novo presidente do tribunal paulista, acrescentando: "Nós precisamos de pensar em produtividade. Não é porque os funcionários ficam em casa que vão produzir menos, ao contrário, vão economizar o tempo da deslocação, contribuindo para a política da mobilidade urbana, que está tão caótica em São Paulo."

FUNCIONÁRIOS VÃO SER TREINADOS

De acordo com informações adiantadas ao Correio da Manhã pela assessora de imprensa do Tribunal de Justiça, que está fechado e só reabre na semana que vem, a medida anunciada por José Renato Nalini vai ser iniciada com assessores especiais dos gabinetes dos magistrados. São pessoas que têm que estudar longamente os processos, emitir pareceres técnicos e fazer pesquisas, o que pode perfeitamente ser feito nas suas casas sem prejuízo para o ritmo de tramitação das causas em questão.

Todos os funcionários que participarão no esquema de trabalho em casa vão passar antes por treinos específicos para cada caso. Segundo Nalini, o maior obstáculo que imagina ir enfrentar para implementar esta medida inovadora, que tem carácter experimental, será conseguir mudar a cultura de atuação dos chefes dos diversos setores do tribunal, acostumados a terem os seus subordinados por perto.

A medida que Nalini pretende agora estender oficialmente aos funcionários, e que tem o apoio dos sindicatos representativos dos trabalhadores do poder judiciário, já é praticada há muito, de forma não oficial, por diversos juízes. Esses magistrados não marcam audiências para as segundas e sextas-feiras e nem mesmo vão ao tribunal nesses dias sob a alegação de que precisam concentrar-se na análise dos processos, o que, segundo eles, só conseguem fazer plenamente nas suas residências.

Domingos Grilo Serrinha, correspondente no Brasil | Correio da Manhã | 04-01-2014

Comentários (4)


Exibir/Esconder comentários
...
preparem dinheiro para a conta da electricidade. É que o computador, a luz e o ar condiconado csta e muito! Falo por experiência própria.
Sun Tzu , 05 Janeiro 2014 - 20:15:29 hr.
Opinião
Ora aqui está uma boa ideia que defenso há já muitos anos.
Produzir requer concentração.
Num ambiente em que se entra e sai, em que se é constantemente interrompido pelo telefone, pelo público e por inumeras outras situações não traduz qualidade nem quantidade.
É preciso ser muito regrado, e ter por base metas bem defenidas, para que o trabalho em casa seja rentável, no entanto porque não tentar-se o mesmo no nosso país.
Opinião , 06 Janeiro 2014 - 09:12:28 hr.
...
Se calhar lá compensa.Podem não ter transportes de borla.
Valmoster , 06 Janeiro 2014 - 12:39:54 hr.
...
Essa medida será fundamental, para quem tem gestao de tempo muito bem organizada, porque quem não o tem é um autentico fracasso e um roubo aos cofres do estado...smilies/cry.gifsmilies/angry.gif
magistrado , 27 Fevereiro 2014 - 13:14:12 hr.

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

Com o termo do ano de 2014, cessaram as publicações de conteúdos nesta Revista Digital de 2014.Para aceder aos conteúdos...


O número de funcionários judiciais diminuiu 9,9 por cento em seis anos, enquanto os magistrados do Ministério Público au...

A partir de 1 de janeiro, os médicos vão recuperar os 20% tirados ao pagamento do trabalho extraordinário. ...

Últimos comentários

Atualidade Direito e Sociedade Funcionários do tribunal de São Paulo vão trabalhar em casa

© InVerbis | Revista Digital | 2014.

Sítios do Portal Verbo Jurídico