In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

CDS aconselha funcionários públicos a rescindirem contratos

  • PDF

João Almeida afirmou hoje que os funcionários públicos que não concordam com maior mobilidade dos trabalhadores do Estado podem negociar a rescisão de contrato.

"Se as pessoas [funcionários públicos] não estiverem disponíveis têm sempre como alternativa a hipótese de negociarem a sua situação contratual", afirmou hoje o deputado democrata-cristão à TSF comentando a proposta do Governo para agilizar a mobilidade na função pública, de forma a transferir trabalhadores de serviços onde há excesso de pessoal para outros com falta de recursos humanos.

João Almeida acrescentou que esta mobilidade é normal no sector privado e noutros países. "São regras normais" pelo que a alternativa para as pessoas indisponíveis para mudar é "negociar a sua situação contratual", afirmou.

O deputado defendeu ainda que o Estado não pode "pedir aos seus contribuintes para pagarem impostos para terem funcionários públicos que não são precisos e que não estão a prestar o seu serviço".

A proposta do Governo, enviada ontem para os sindicatos, prevê a criação de um regime de mobilidade geográfica que permita a transferência de funcionários públicos, sem o seu acordo, para concelhos fora da sua área de residência.

O Executivo pretende assim "criar uma figura que permita oferecer algum estímulo à mobilidade geográfica dos trabalhadores" com o objectivo de "redistribuir recursos humanos entre um serviço com excesso de recursos e outro com escassez".

O mesmo documento prevê que os trabalhadores do Estado vão ter banco de horas, tal como no privado. E o corte no valor das horas extraordinárias, que deveria vigorar apenas durante o programa da ‘troika', será definitivo.

Mariana Adam | Diário Económico | 15-02-2012

Comentários (21)


Exibir/Esconder comentários
...
Se a hipocrisia e a arrogância pagassem imposto...

Eu tb implementaria a mobilidade destes políticos de meia-tigela...de Lisboa para o largo das Berlengas num barco roto e com um peso de 50 Kg ao pescoço...
Zeka Bumba , 15 Fevereiro 2012
Alternativa ás Berlengas
Caro Zeca:
Continuo a preferir o Campo Pequeno... Geravam-se algumas receitas para compensar os danos.
Soltavam.se uns toiros e até se davam aos "rapazolas" uns capotes e umas bandadarilhas.
Os sobreviventes, esses sim teriam direito a uma horta nas Berlengas.
Inclusivamente poderiam criar um porco.
Pedro Só , 15 Fevereiro 2012
...
Mas este senhor alguma vez fez alguma coisa na vida para além de viver à conta da política? Ah, fez, estava me a esquecer, ajudou a enterrar o clube "Os Belenenses"... Prá estiva com essa gente!
Emplastro , 15 Fevereiro 2012
...
este menino legislador acha-se moderno...
ABC , 15 Fevereiro 2012
...
Políticos de meia tigela, ainda de fraldas, que só por terem nascido na família x ou Y e com cabidela na clientela política, ascendem a lugares de decisão para se servirem do povo com o descaramento de dizer que estão legitimados por ele. Duvido se fosse por eleição directa se algum deles lá estaria.
Deviam era lembrarem-se dos contribuintes quando vão para estes lugares sem ser por mérito e atribuir a si próprios todas as mordomias que deitaram abaixo este país.
Bem sabemos o que são capazes de fazer para usufruirem de ajudas de custo como se a sua morada não fosse na capital. Quem não tem nenhum sentido de missão são estes borra-botas.
Nabo , 15 Fevereiro 2012
DESFAÇATEZ
Na realidade, espanta-me a arrogância, a desfaçatez, a insensibilidade, destes Miúdos!
Como se fosse coisa de pouca monta atirar com funcionários que mal ganham para comer para locais distantes das suas residências!
Nem o Professor Salazar alguma vez teve a lata suficiente para maltratar tão torpemente os servidores do Estado.
Isto vem na sequência lógica do "custe o que custar", da "pieguice" lusitana e de outras "pérolas" do mesmo jaez.
Continuem por este caminho e, daqui a uns tempos, vão ver a corrida que levam!...
AntóniodeSantiago , 15 Fevereiro 2012 | url
...
Não devia aconselhar, devia despedir os não produtivos e os que estivessem chateados com a vida de trabalho na FP rescindam. Só faz bem ao erário público
Cavenon , 15 Fevereiro 2012
..
Há mais de 6 anos que trabalho a 150 Km do meu concelho, onde sempre residi e para onde me desloco aos fins de semana. Agradecia mobilidade urgente, sempre poupava na renda de casa e nas refeições fora...
Emplastro , 15 Fevereiro 2012
Violência
Temo bem que esta rapaziada que anda a brincar com a vida das pessoas de forma cada vez mais ousada, despudorada, sem o menor sentido ou moralidade, acabe, mais dia, menos dia, por ter uma resposta violenta. Fiam-se nos brandos costumes para esticar a corda aos limites, mas esquecem-se que é das pessoas mais pacatas e dos Povos mais pacatos que irrompem as violências mais inauditas, quando a injustiça é levada a extremos. Não contem, quando isso acontecer, com a minha pena nem com o meu lamento. Nestes tempos de enorme sacrifício, a equidade, a humanidade e o contrabalanço entre medidas duras e outras que ajudem e facilitem a vida das pessoas é fundamental. Não é isso que temos tido do Governo de Portugal. Temos tido austeridade nunca vista neste país e, como se não bastasse, polvilhada com medidas cada vez mais degradantes e humilhantes para todos os que trabalham. O Governo PSD/CDS não está apenas a promover a necessária austeridade; Está também a castigar, a desmoralizar e a encurralar os portugueses. É deste material que se constroem as ditaduras.
Juiz , 15 Fevereiro 2012
...
Mas quem é este sujeitinho? O que é que ele já fez na vida para além de tachos políticos? Quanto é que ele já produziu para a economia nacional e para o bem estar da sociedade?

É por causa destes sujeitinhos que toda a gente odeia os políticos. E ainda a procissão vai no adro, pois antevejo que os srs políticos, num futuro próximo, se possam começar a ver apertados por cidadãos a quem eles desgraçaram a vida e a ter uns amargos de boca e uns "sustos" e as ruas deixem de ser um lugar seguro para eles. Não sei, não...
Zé das Couves , 15 Fevereiro 2012
volta que estás perdoado... e livrai-nos do mal
estes pós-socráticos estão a provocar em mim uma doença estranha e inexplicável: começo a sentir saudades do Sócrates e do seu séquito de socretinos... coisa que eu nem nos meus mais temíveis pesadelos imaginava ser possível.
Não há quem lhe apare a franja de betinho com uma tesoura romba ? Ou quem lhe renegocie o «contrato» de deputado e o manda amanhar peixe para o mercado ? Parece-me que certos deputados são mais úteis noutras funções...
plutao , 15 Fevereiro 2012
...
O Passos é que topou tudo: isto é mesmo um país de piegas. Fico banzado como é possível que, com dezenas de milhares de caçadeiras, centenas de granadas da guerra colonial ainda espalhadas pelos sótãos do país, 700.000 desempregados e centenas de pessoas a ficarem sem casa todos os meses, a virilidade dos homens desta nação só lhes dá para baterem nas mulheres. Neste país de cobardolas, como não hão-de f------s f---------s das juventudes partidárias proclamar aos funcionários públicos: "quem não está bem que se mude"?smilies/grin.gif
Espantado , 15 Fevereiro 2012
José Pedro Faria (Jurista) - Qual o limite?
O problema não reside na questão da negociação da rescisão contratual, que me parece um mecanismo que já deveria estar a funcionar há muito tempo, e devidamente regulamentado.

O problema é outro: ameaça-se com a "deslocalização" dos trabalhadores (como se fossem máquinas) e dá-se como alternativa a rescisão, sem explicar em que termos isso poderá suceder. A falta de sensibilidade social e de respeito pelas pessoas continua a processar-se num ritmo cada vez mais acelerado. Resta saber até que ponto este povo mortiço e subserviente continuará a suportar estas afrontas.
José Pedro Faria (Jurista) , 16 Fevereiro 2012
...
CONCORDO! Quem não quiser que dê o lugar a quem quer trabalhar!
CONCORDO! , 16 Fevereiro 2012
...
Estes certamente que também negociaram smilies/wink.gif

Lista de 29 assessores / adjuntos de Ministérios, todos de idade inferior a 30 anos, havendo 14 "especialistas" com idades entre os 24 e os 25 anos.
Fonte: http://www.portugal.gov.pt/

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL (2)

Cargo: Assessora
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Adjunto
Nome: ---
Idade:28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.183,63 €

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS (1)

Cargo: Adjunto
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 2.633,82 €

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS (4)

Cargo: Adjunto
Nome: ---
Idade: 26 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Assessor
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 2.854 €

Cargo: Assessor
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 2.854 €

Cargo: Adjunto
Nome: ----
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA (2)

Cargo: Assessor
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Assessor
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 2.364,50 €

MINISTRO ADJUNTO E DOS ASSUNTOS PARLAMENTARES (5)

Cargo: Especialista
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Adjunto
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Especialista
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Especialista
Nome: ---
Idade: 27 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3069,33 €

Cargo: Especialista
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

MINISTÉRIO DA ECONOMIA (smilies/cool.gif

Cargo: Adjunta
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 27 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 25 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 24 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,34 €

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA (3)

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 25 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Especialista/Assessor
Nome: ---
Idade: 27 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

Cargo: Especialista
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,33 €

MINISTÉRIO DA SAÚDE (1)

Cargo: Adjunto
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 3.069,37 €

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DA CIÊNCIA (2)

Cargo: Assessoria Técnica
Nome: ---
Idade: 29 anos
Vencimento Mensal Bruto: 2.198,80 €

Cargo: Assessor
Nome: ---
Idade: 24
Vencimento Mensal Bruto: 2.505,46 €

SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA (1)

Cargo: Colaboradora/Especialista
Nome: ---
Idade: 28 anos
Vencimento Mensal Bruto: 1.950,00 €
Assim é que é à grande , 16 Fevereiro 2012 | url
...
Apesar de estar repetir outros comentários, pergunto:

1.º O que é que este sujeito já fez na vida?

2.º Alguma vez trabalhou? Tirou algum curso por m+erito próprio e sem tirar proveito de ser de uma "J"?

3.º De quantos meses de trabalho - EU DISSE TRABALHO! - já descontou para o Fisco e Segurança Social?

4.º Que instrumento toca ele para vir AFRONTAR aqueles que, ao contrário dele, TRABALHAM e contribuem para o país - E LHE PAGAM O ORDENADO POR ANDAR A DIZER IDIOTICES DESTAS - com impostos e contribuições?

COmo já aqui disseram, temo que, num futuro não muito longínquo, as ruas deixem de ser um lugar seguro para quem diz/faz alarvidades destas...
Zeka Bumba , 16 Fevereiro 2012
Pá o moço Alemida anda preocupado com os 500000
smilies/grin.gifsmilies/grin.gifsmilies/grin.gif
Preocupado com esses e com os ilegais.Agora digam lá se le é -----...
Lusitânea , 16 Fevereiro 2012 | url
...
O Governo está preocupado com a taxa de 14% de desemprego e com a consequente emigração, especialmente da camada jovem, pelo que aí estão medidas para a inverter:
- contratação de 29 assessores/adjuntos.
- rescisões amigáveis para quem não aceite a mobilidade (tão simples...).

Espero para ver se irá ser estabelecido algum limite geográfico (distância) à mobilidade.
Portugal é pequeno, mas de Faro a Trás- os-Montes....
Economista de Bancada , 16 Fevereiro 2012
...
Lusitãnea:
500 000? !!
Ó home! Cê anda a sonhar!
A minha cara metdevé estrangeira, loira e de olhos azuis e eu, lusitano de gema , estou em processo de renúncia a esta portucalense nacionalidade ---- , e posso dar-lhe a certeza de que já consultei uns médicos chineses que têm umas receitas que supostamente transformam branquitos morenos em negros amarelados!
Seremos então 5ooo ooo!
Caro Lusitânea:
---
Esqueça-se dos seus traumas colonialistas , largue os serviços onde trabalha e ---
Parece o --- a falar dos seus Ex! e dos seus "amigos" PS!
F------- As SCUT!
Pedro Só , 16 Fevereiro 2012 | url
...
Este João Almeida e restantes da mesma laia têm de perceber uma coisa: não têm legitimidade própria. Dependem do favor do dono do partido e não do voto dos eleitores.
Esse estado de coisas, se para eles tem vantagens, acarreta um estatuto de menoridade.
O deputado Almeida, que deve o seu lugar ao favor de Portas, não tem legitimidade nem densidade para dizer o que disse e com os modos com que o disse.
Nota: não sou, não fui nem conto ser funcionário público.
F. , 17 Fevereiro 2012 | url
...
Falamos de Pessoas, pelo que a rescisão deve ser a última solução e não ponto de partida; parece-me pois que as palavras do deputado são medíocres e que dificilmente as diria se estivesse na oposição. Têm acontecido coisas muito estranhas que revelam o carácter, ou falta dele, de muitos que nos governam.
Franclim Sénior , 18 Fevereiro 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Atualidade Sistema Político CDS aconselha funcionários públicos a rescindirem contratos

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico