In Verbis


icon-doc
REVISTA DE 2012

Instaurados 555 mil processos

  • PDF

O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, considerou ontem “uma barbaridade” o número de processos-crime instaurados em Portugal. “Em 2010 entraram 555 mil. É uma barbaridade”

Relacionados com a corrupção foram instaurados, em 2009, 1223 inquéritos, que originaram 241 acusações. Os números foram apresentados na conferência sobre o estado da justiça, na Faculdade de Direito de Coimbra. Pinto Monteiro – que disse ao CM estar disposto a cumprir o seu mandato até ao fim, Outubro – afirmou ainda que as leis “são de maturação lenta”, incapazes de acompanhar a evolução económica e tecnológica. “Os capitais deslocam-se à velocidade da luz. Não temos nenhuma lei que possa acompanhar esta velocidade”. E tentou demonstrar que o problema não é exclusivo de Portugal: dando como exemplo o caso de Vale e Azevedo, lembrou que foi pedido o cumprimento de um mandado de detenção europeu em Inglaterra em 2008, que continua por cumprir.

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, fez um balanço das medidas adoptadas e apelou à participação de todos. “As reformas não se fazem contra as pessoas”. Anunciou ainda reforço de verbas para a investigação criminal. Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados, criticou as medidas do Governo, nomeadamente a reforma do mapa judiciário, uma “agressão qualificada” aos direitos das populações.

Paula Gonçalves | Correio da Manhã | 29-03-2012

Comentários (5)


Exibir/Esconder comentários
DE MINIMIS...

Destes 555.000 processos-crime, quase seguramente mais de 500.000 são meras bagatelas penais.

Enfim!...

Em Portugal, "de minimis curat praetor"!...
António , 29 Março 2012 | url
...
É.... Sem dúvida que uma boa parte desses crimes são ofensas,injurias e difamações ás autoridades...
Porexrmplo um manifestante enquanti leva cacetada, vede agradeser polidamente ao seu agente. Não deve de modo algum, chamar fdp.mandar para a m.ou para o c! Deve ser educado durante o processo de correcção social.
E a outra metade, serão agressões ás autoridades por jornalistas armados com cadeiras!
Aliás, deveria haver uma agência de autoridade cujo papel fosse exclusivamente zelar pela ...autoridade!

Pedro Só , 29 Março 2012
...
se nao fosse assim como viviam os advogados.´
nao se esqueçam que mais de metade desses processos quem paga é o apoio judiciario, ou seja o ze pagode.
oficioso , 29 Março 2012
...
Tem todo o meu apoio senhor PGR. O verdadeiro crime não é a falsificação de documentos, os assaltos à s bombas de gasolina, assaltos aos bancos,, assalto aos bolsos dos contribuintes. O verdadeiro criminoso é aquele que paga os seus impostos e os dele, os impostos dos governates, o subsidio dos gestores da TAP, PT, EDP, ec. O verdadeiro criminoso é aquele que no seu local de trabalho tem que se calar pelo paupérrimo trabalho que é desenvolvido ao seu lado. O verdadeiro criminoso é aquele que tem que pagar as multas de trânsito à EMEL, às policias e ao Estado, porque os seus agentes no dia a dia não fazem cumprir o código da estrada. riminoso é aquele pobre que no seu condominio tem que aturar os vizinhos que se dão ao cuidados de ruidosamente não deixar descansar quem trabalha. Criminoso é aquele que se queixa, mas as autoridades policiais ou judiciais nada fazem para proteger o queixoso. Criminoso é aquele que de tanto se queixar e de nada ver feito de útil das autoridades do seu país, dá uma mocada no vizinho provocador e o manda desta para melhor. Criminoso é o professor que na sala de aulas é agredido pelo aluno e na rua pela familia desse mesmo aluno. Criminoso é o funionário casmurro que no local de trabalho aparece a tempo e horas, desenvolve a sua atividade profissional com dignidade, mas no final do ano é preterido na classificação de serviço em função do colega do lado , que chega atrasado, mete baixas a torto e a direito, mas é afável para o chefe. Criminoso sou eu, porque me queixei da fraca autoridade do meu país e da falta de profissionalismo do dirigismo do meu país, que permitiu que chegássemos onde acabámos de chegar.
inocente , 30 Março 2012 | url
...
não me admira nada, pelos vistos é um país de criminosos, aliás só têm demonstrado o que são.
armando , 10 Maio 2012

Escreva o seu comentário

reduzir | aumentar

busy

Últimos conteúdos

A estrutura da InVerbis está organizada por anos e classificada nos correspondentes directórios.Os conteúdos publicado...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor...

Dos 118 homicídios cometidos em 2012, 63 tiveram familiares como protagonistas • Cinco pais e 18 padrastos detidos por a...

Pedro Lomba - Na primeira metade do ano o ajustamento negociado com a troika correu dentro do normal e expectável. Mas d...

Últimos comentários

Tradução automática

Forense Magistrados: Ministério Público Instaurados 555 mil processos

© InVerbis | 2012 | ISSN 2182-3138 

Sítios do Portal Verbo Jurídico